Boavista x Fluminense

Luciano marcou dois gols na partida (Foto: LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C.)

Luiza Sá
15/03/2019
07:00
Rio de Janeiro (RJ)

A chegada de Paulo Henrique Ganso colocou em dúvida quem seria o sacrificado de Fernando Diniz para que o camisa 10 pudesse jogar. Entre as opções prováveis estava Luciano, um dos melhores do time em 2018 e destaque da equipe no início da atual temporada. O atacante ganhou a confiança do treinador e fez valer. Contra o Boavista, marcou duas vezes para ajudar na vitória por 3 a 0 em Bacaxá.

São nove gols marcados em 2019 e duas assistências. No Campeonato Carioca, ele é, ao lado de Yony González, o artilheiro da equipe com seis feitos. De acordo com números do "Footstats", o jogador participou diretamente de 38% dos gols do Flu no ano. Entre os atletas da Série A, ele é o quarto com mais participações diretas.

Fazendo sua parte, Luciano mostra boa movimentação no meio campo e caminha por vários setores do campo, em especial o meio. Quem acaba ofuscado por isso e por ainda não estar no melhor ritmo é justamente Ganso. Que acaba obrigado a ficar um pouco mais recuado.

Com Dodi no time, como contra a Cabofriense, o camisa 10 tem mais liberdade para se aproximar dos homens de frente. Neste caso, Luciano apareceu muito mais pelo lado direito para apoiar nas subidas da lateral, quando Ganso ocupou o espaço que o companheiro costuma aparecer.

Contra o Boavista, Luciano foi o melhor em campo e marcou dois gols, sendo um de letra e outro dado por Elivelton. Ele somou duas finalizações certas, acertou dois lançamentos e errou dois, deu 29 passes corretos e foi quem mais errou, com sete.