Coletiva Fluminense - Nino

Nino durante entrevista coletiva no CT Carlos Castilho (Foto: LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C)

LANCE!
06/08/2020
15:48
Rio de Janeiro (RJ)

Apesar da pouca idade e do pouco tempo no Fluminense, o zagueiro Nino teve uma rápida identificação com o clube. Escolhido para a entrevista coletiva desta quinta-feira por videoconferência, o jogador comentou a saída do lateral-direito Gilberto, citou as expectativas para o Campeonato Brasileiro e brincou em momento irreverente com Fred.

Durante a folga do elenco na segunda-feira, Nino e Calegari venceram o atacante no futevôlei. Como prenda, o camisa 9 postou um vídeo admitindo a derrota.

- Realmente ele é meu pato no futevôlei. No vídeo ele falou que perdeu para mim, mas não foi uma derrota normal não, foi uma surra (risos) - disse Nino.

Depois disso, Fred "invadiu" a coletiva para devolver a zoação.

– Por que, Nino, você ganhou no aquecimento e depois correu? Foi sua mulher que mandou você ir embora para almoçar no máximo meio-dia e meia? - disse Fred.

– O que aconteceu foi o seguinte. Nós marcamos um horário, eu iria chegar no horário certo, mas eu estava indo para o aeroporto e minha mulher olhou o GPS errado e fomos parar na Ponte Rio-Niterói e o retorno era praticamente em Búzios (risos), então acabei me atrasando e tinha horário para o almoço. Só deu tempo, realmente, de eu chegar lá, ganhar dele e ir embora. Isso deixou ele chateado, mas outro dia vamos marcar e, com certeza, postaremos o vencedor - explicou Nino.

Um dos assuntos mais falados do momento é a saída de Gilberto. O jogador viaja nesta quinta-feira para se apresentar ao Benfica, de Portugal, e realizar os exames médicos. Nino desejou boa sorte ao companheiro, mas admitiu ter sido pego de surpresa pela saída.

– A situação do Gilberto já sabíamos do interesse, já havia sido noticiado. Mas, eu, pelo menos, fui pego de surpresa. Não sabia que seria tão rápido. Ontem mesmo ele já se despediu. Mas o sentimento é de gratidão por tudo que ele fez pelo clube. Desejo tudo de bom para ele. Espero que ele possa ser muito feliz e realizado lá na Europa - disse.

– Queria deixar minha torcida para o Gilberto. Um cara que nos ajudou muito, jogador com muita personalidade, muita qualidade. Ele merece ser muito feliz e receber todo o reconhecimento pelo trabalho dele. Sentimento de gratidão por toda ajuda e por todos os grandes jogos que ele fez aqui ao nosso lado - completou.

ESTREIA NO BRASILEIRÃO

Às vésperas de estrear no Campeonato Brasileiro, o Fluminense terá alguns desfalques por lesão. Dois deles são os zagueiros Matheus Ferraz, normalmente titular ao lado de Nino, e Digão, o substituto imediato. Por isso, é provável que o escolhido de Odair Hellmann seja Luccas Claro. O jovem defensor elogiou o companheiro e ressasltou a qualidade do elenco.

– O Luccas Claro é um jogador que está mais do que preparado. Fez grandes jogos no começo do ano. Joguei com ele duas vezes, me senti muito bem jogando ao lado dele. Nós estamos treinando juntos, todos os dias, então essa questão de entrosamento, organização, fica mais de lado. A gente consegue organizar ali dentro de campo, conversando. O mais importante nesse momento é a comunicação, para que possamos nos ajudar sempre, passando confiança, demonstrando confiança. O que vale ressaltar é a qualidade dele, e isso é indiscutível - disse Nino.

Sobre o que esperar do Fluminense na competição, Nino afirma que o time não deve brigar na parte de baixo da tabela.

– Não acredito que seja uma realidade do clube. A história e a camisa que o Fluminense tem, o respeito que o Fluminense tem... Isso tudo faz com que a realidade do Fluminense seja brigar pelo título em todas as competições que entra, por coisas grandes. Infelizmente os resultados nos últimos anos não têm sido bons, isso me incomoda muito. O resultado do ano passado me incomodou muito. Na minha opinião, poderíamos ter ficado em uma posição muito melhor pelo futebol que jogávamos. Nós estamos incomodados e concentrados para que esse ano isso não se repita. Todos sabemos do lugar que o Fluminense merece estar. E nosso trabalho, nossa mente, nosso foco é colocar o Fluminense no lugar que ele merece. Todos pensamos dessa forma e estamos trabalhando para que esse campeonato seja diferente em relação ao dos últimos anos: muito mais tranquilo em relação a rebaixamento e muito mais ambicioso em relação a grandes coisas que vamos buscar - finalizou.