River x Fluminense

Fluminense venceu o River Plate fora de casa (Foto: Lucas Merçon/Fluminense FC)

LANCE!
25/05/2021
21:12
Buenos Aires (ARG)

Com um primeiro tempo praticamente perfeito e tons dramáticos na segunda etapa, o Fluminense fez uma partida história para vencer o River Plate (ARG) por 3 a 1 no Monumental de Núñez e garantir a vaga nas oitavas de final da Libertadores. O Tricolor contou com gols de Caio Paulista, Nene e Yago Felipe, além de duas assistências de Fred, para sair com o resultado, enquanto Girotti diminuiu para os argentinos, que ainda tiveram um expulso.

Assim, o Tricolor termina na liderança do Grupo D, com 11 pontos. O River fica em segundo, com 9. O Junior Barranquilla, que só empatou com o Santa Fe, vai para a Sul-Americana. No próximo sábado, o Flu estreia no Campeonato Brasileiro e visita o São Paulo no Morumbi, às 21h. No meio da semana, a equipe faz o jogo de ida diante do Red Bull Bragantino na Copa do Brasil, no Maracanã.

Veja como está a tabela da Libertadores



EFICIENTE

Diferentemente do que vinha fazendo nos últimos jogos, o Fluminense iniciou bem na Argentina e foi para cima. Com as mudanças feitas por Roger Machado, optando por Caio Paulista e Gabriel Teixeira na frente e Egídio e Samuel Xavier nas laterais, a equipe conseguiu marcar mais alto e teve a posse de bola, fazendo pressão. Nino chegou com perigo, mas o River Plate respondeu rápido após bote errado no meio e milagre de Marcos Felipe.

Mais contundente ofensivamente, a recompensa veio para o Tricolor. Aos 21 minutos, Samuel Xavier conseguiu o desarme, avançou no ataque e deu para Fred dar um passe açucarado para Caio Paulista abrir o placar.

MAIS UM

O Fluminense aproveitou o embalo e o bom momento para continuar pressionando. Foi novamente com um desarme que se iniciou a jogada do segundo gol. Aos 28 minutos, Gabriel Teixeira roubou a bola na intermediária e encontrou Fred, que deu mais uma assistência ao encontrar Nene, avançando pela esquerda. O meia nem precisou dominar, esperou quicar e soltou o chute de canhota para ampliar o marcador aproveitando o desvio antes de a bola morrer no fundo da rede de Armani.

UM A MAIS

Com a vantagem no placar, o Fluminense voltou para a segunda etapa com outra postura e o River Plate passou mais tempo com a bola no pé, pressionando. Mesmo sem ter o controle das ações, o time brasileiro se manteve focado e ligado na partida, ajudando a deixar o time da casa mais pilhado. Um dos exemplos foi na faixa dos 20 minutos. Primeiro, Matías Suárez deu um tapa no rosto de Luccas Claro, mas levou apenas o amarelo. No lance seguinte, Maidana deu uma cotovelada na altura do pescoço de Caio Paulista, recebendo o cartão vermelho.

DRAMA

Com um a mais, o técnico Roger Machado trouxe ao campo Luiz Henrique, Abel Hernández e Calegari para dar gás ao time e evitar riscos com os jogadores que já tinham amarelo. Mesmo aguerrido, o Tricolor sofreu com o River, que chegava com cada vez mais perigo e diminuiu aos 39 minutos. Logo depois das últimas alterações do Flu, com Cazares e Wellington, em jogada de linha de fundo, a bola foi cruzada na área e Girotti adiantou a marcação para colocar o 2 a 1 no placar e dar esperanças aos argentinos.

GIGANTE

Mesmo no sufoco, o Fluminense matou o jogo. Aos 46 minutos, Abel recebeu na entrada da área, segurou a bola e aguardou Yago Felipe passar pela esquerda. O volante recebeu, dominou e bateu na saída de Armani para garantir a vitória e a classificação às oitavas de final da Libertadores.

FICHA TÉCNICA
RIVER PLATE X FLUMINENSE

Data/Hora:
25/05/2021, às 19h15 (de Brasília)
Local: Monumental de Nuñez, Buenos Aires (ARG)
Árbitro: Esteban Ostojich (URU)
Assistentes: Nicolas Taran (URU) e Martin Soppi (URU)

Gols: Caio Paulista (21'/1ºT) (0-1), Nene (28'/1ºT) (0-2), Girotti (39'/2ºT) (1-2), Yago Felipe (46'/2ºT) (1-3)
Cartões amarelos: De La Cruz, Martinez, Suárez (RIV), Martinelli, Samuel Xavier, Caio Paulista (FLU)
Cartões vermelhos: Maidana (RIV)

RIVER PLATE: Armani; Lecanda (Robert Rojas - intervalo), Maidana, Martinez e Casco; Biafore Peña, Santiago Simon (Matías Suárez - intervalo), Carrascal (Palavecino - intervalo) e De La Cruz; Borré (Girotti - 27'/2ºT) e Alvarez. Técnico: Marcelo Gallardo.

FLUMINENSE: Marcos Felipe; Samuel Xavier (Calegari - 30'/2ºT), Nino, Luccas Claro e Egídio; Yago Felipe, Martinelli (Wellington - 38'/2ºT) e Nenê (Cazares - 38'/2ºT); Gabriel Teixeira, Fred (Abel Hernández - 28'/2ºT) e Caio Paulista (Luiz Henrique - 28'/2ºT). Técnico: Roger Machado.