Fernando Diniz - Fluminense - grupo

Fluminense fez treinamento no CT Carlos Castilho visando jogo com o Palmeiras (Foto: Marcelo Gonçalves/Fluminense FC)

Luiza Sá
07/05/2022
07:00
Rio de Janeiro (RJ)

Depois de certo alívio no ambiente com a vitória na Sul-Americana, o Fluminense já volta a entrar em campo neste domingo com um importante confronto pela frente. Às 16h, encara o Palmeiras pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro em um palco onde só teve memórias ruins. Nas oito partidas no Allianz Parque, o Tricolor saiu derrotado em todas elas. E mais, marcou apenas três gols e não balança a rede desde junho de 2017.

O Flu terá também um desfalque importante no setor de meio-campo. O volante André está suspenso após ser expulso contra o Coritiba e fica fora. O substituto favorito nas primeiras atividades de Diniz após a vitória sobre o Junior Barranquilla (COL) é Wellington. Mesmo desprestigiado pela torcida, o jogador tem ido bem e vai ganhar a chance de conquistar a confiança do novo treinador. 

Veja a tabela da Série A do Brasileirão

O elenco ainda faz um último treino neste sábado e viaja na parte da tarde para São Paulo. Sem tempo para implementar suas ideias, Diniz tenta aplicar nesse primeiro momento a compactação, melhorar a marcação e criar mais armas ofensivas para suprir as necessidades do Tricolor. Em toda a carreira, Fernando Diniz fez 11 partidas contra o Palmeiras, somando três vitórias, três empates e cinco derrotas. Foram jogos por Santos, São Paulo, Athletico-PR, Audax e Paulista.

- O time do Palmeiras é o time mais competitivo que tem no Brasil. É o mais estável, time que consegue dominar muito bem as fases do jogo, tanto pela qualidade do seu treinador, mas também dos jogadores, pelo histórico vencedor que eles têm. Adversário muito duro que vamos enfrentar, mas vamos fazer o melhor para fazer grande jogo no domingo - avaliou Diniz.

LEI DO EX?

A partida pode promover alguns reencontros. O principal deles seria de Willian Bigode com o ex-clube onde atuava desde 2017, conquistando um Paulista (2020), uma Copa do Brasil (2020), um Brasileirão (2018) e duas Libertadores (2020 e 2021). Ele, porém, ainda não tem vaga garantida. A tendência é que Jhon Arias retorne após se recuperar de uma contusão no tornozelo e os dois disputam a posição na ponta.

Outro que pode não ter a oportunidade é o volante Felipe Melo. Ele está em transição com o grupo depois da artroscopia no joelho direito há quase um mês, mas ainda não tem presença garantida. O Flu pode adotar cautela no retorno para não forçar a situação do atleta de 38 anos.

No Palmeiras desde 2017, Felipe Melo ganhou duas Libertadores, um Campeonato Brasileiro, uma Copa do Brasil e um Campeonato Paulista. Revelado pelo Flamengo e com passagens por Grêmio e Cruzeiro no Brasil, o jogador foi o primeiro reforço do Flu para 2022 após o fim do contrato com o clube paulista.

Clique aqui e ganhe R$50 para jogar no Galera.bet