Fluminense x Portuguesa

Yony González e Luciano marcaram os gols do tricolor (Foto: MAILSON SANTANA/FLUMINENSE FC.)

LANCE!
30/01/2019
07:00
Rio de Janeiro (RJ) 

O Fluminense pode dar mais um passo para confirmar a boa fase no Campeonato Carioca. Com sete pontos conquistados em três jogos, o Tricolor enfrenta o Madureira, nesta quarta-feira, às 21h30, no Maracanã, pela quarta rodada da Taça Guanabara. E pode garantir vaga antecipada na semifinal. Para isso, precisa de dois fatores: uma vitória e uma combinação de resultado. O duelo terá transmissão em tempo real do LANCE!.  

Para a classificação acontecer, o Flu precisa vencer e torcer por um tropeço do Volta Redonda, que enfrenta o Americano, também nesta quarta-feira, às 17h, em Bacaxá. Caso os resultados aconteçam, o Tricolor estará classificado e disputará a liderança do grupo contra o Vasco, no próximo sábado, no Mané Garrincha. 

Para o duelo contra o Madureira, o técnico Fernando Diniz terá desfalques confirmados: o zagueiro Digão e o lateral-direito Gilberto estão sem previsão de retorno, o volante Dodi é duvida. Igor Julião retornou aos treinamentos e pode aparecer entre os relacionados. Time misto? Nem os jogadores sabem, como conta Luciano. 

- Não sei se ele poupará ou não jogadores. Estamos pensando em um jogo de cada vez. Não sei quem vai jogar. Ele vai definir amanhã, antes do jogo. Claro que são viagens longas, jogadores que se desgastam mais... Mas deixamos isso para a parte técnica - declarou. 

No último confronto entre as equipes, em 2018, o Fluminense estava iniciando o seu esquema com três zagueiros e venceu o Madureira por 2 a 1, em Los Larios. No confronto histórico, o Tricolor leva vantagem com 98 vitórias, 27 empates e 14 derrotas. É o momento de colocar esses números em prática.

Esperança no quarteto

Melhor ataque do Carioca até o momento, o Fluminense conta com a inspiração de um quarteto que começou a temporada querendo mostrar serviço: Yony González, Everaldo, Luciano e Daniel. Somados, eles tem cinco gols e cinco assistências, representando 87% de participação em gols.

- É bom. Ainda não estamos 100%, sabemos disso, mas estamos trabalhando. Trabalho do professor é excelente, não temos nada do que reclamar. Esperamos coisas grandes e estamos trabalhando por isso. Não podemos nos acomodar - afirmou Luciano, em coletiva.