Bangu x Fluminense

Ganso atuou como 'falso 9' e marcou o gol tricolor (MAILSON SANTANA/FLUMINENSE FC)

Vinícius Faustini
20/03/2021
23:11
Rio de Janeiro (RJ)

O Fluminense demorou a engatar em campo, mas conseguiu derrotar o Bangu por 1 a 0, na noite deste sábado, em São Januário, em jogo válido pela quarta rodada do Campeonato Carioca. Graças ao gol de chapa de Paulo Henrique Ganso, que marcou pela primeira vez no Campeonato Carioca, o Tricolor das Laranjeiras saiu da Colina com seis pontos e na quarta colocação da competição. Já os banguenses estacionam nos quatro pontos. 

CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO E A TABELA DO CARIOCA

Os comandados de Roger Machado voltam a campo nesta terça-feira para, às 18h, medirem forças com o Boavista, às 18h, no Estádio Elcyr Rezende. Já na quarta-feira, às 15h30, o Bangu encara o Madureira, em Conselheiro Galvão. 

QUE BUROCRACIA...

O Fluminense penou para sair do marasmo na etapa inicial do confronto em São Januário. Por mais que dominasse as ações, a equipe de Roger Machado esbarrava na lentidão na troca de passes e na dificuldade de afunilar as jogadas. O Bangu, por sua vez, fechava os espaços, mas era inofensivo ao se lançar à frente, o que tornou os primeiros minutos ainda mais sonolentos.

SOLTANDO AS AMARRAS

A promessa de bons caminhos para o Tricolor das Laranjeiras veio dos pés de Gabriel Teixeira, que foi lançado como titular. Após lançamento, Digão dormiu no ponto, e o camisa 39 aproveitou a deixa para bater rasteiro. A bola passou rente à frente. Além disto, exigiu Paulo Henrique em cobrança de falta venenosa. O Fluminense ainda teve uma oportunidade com Michel Araújo. O uruguaio ajeitou a bola e, mesmo diante de dois adversários, bateu forte, obrigando o goleiro do Bangu a se esticar.

VEIO COM TUDO

A equipe de Roger Machado voltou do intervalo em ritmo acelerado. Ganso, discretíssimo no primeiro tempo, surgiu com perigo pela direita e ajeitou para Michel Araújo. O uruguaio passou como quis e bateu rasteiro, obrigando Paulo Henrique a salvar. Em seguida, Gabriel Teixeira foi lançado e tentou a conclusão, mas o goleiro abafou a promessa de grito de gol.

GANSO, ENFIM, DESENCANTA!

O início avassalador dos tricolores culminou na bola na rede. Caio Paulista esticou a Igor Julião, que foi até a linha de fundo e fez o cruzamento para a área. Ganso, atuando como atacante, bateu de chapa na saída do goleiro: 1 a 0 e primeiro gol do jogador no Carioca.

BANGU VAI À FRENTE E (QUASE) CELEBRA

Em desvantagem, o Bangu aos poucos esboçou uma reação. Alessandro Scheppa cobrou falta e Marcos Felipe espalmou. Em seguida, a polêmica entrou em campo. Marcelo Mattos alçou e Dionathan recebeu sozinho na esquerda. O lateral cruzou e Jean Carlos, de carrinho, concluiu para a rede. Porém, o assistente anulou a jogada por impedimento.

PERDEU O COMPASSO...

Uma nova chance do Fluminense ampliar veio dos pés de Gabriel Teixeira. Após receber passe de Yuri, o camisa 39 driblou o goleiro, mas se atrapalhou e caiu. Aos poucos, a partida também foi perdendo o seu embalo, em especial devido às mudanças das duas equipes.

QUE SUSTO!

A reta final trouxe uma dose de drama para os tricolores. Após lançamento, Jean Carlos recebeu livre entre os zagueiros e encheu o pé. Marcos Felipe, que saíra do gol, evitou o empate do Bangu. Em jogo no qual poderia ter feito mais, o Tricolor das Laranjeiras ao menos garantiu mais três pontos.

FICHA TÉCNICA

BANGU 0 x 1 FLUMINENSE

Data/Hora: 20-03-2021 - 21h05
Estádio: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Alex Gomes Stefano (RJ)
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Corrêa (RJ) e Gustavo Mota Correia (RJ)

Cartão amarelo: Gabriel Teixeira (FLU)

Gol: Paulo Henrique Ganso, 5/2 (0-1).

BANGU: Paulo Henrique; Digão (Jonas, 38/2T), Israel, Fandinho e Dionathan; Marcelo Mattos, Lucas Lucena (Geancarlo, 36/2T), Edmundo e Geovani (Gabriel Pajé, 37/2T); Alessandro Scheppa (Santarém, 18/2T) e Jean Carlos. Técnico: Marcelo Marelli

FLUMINENSE: Marcos Felipe; Igor Julião, Frazan, Matheus Ferraz e Danilo Barcelos; Yuri (André, 34/2T), Wellington e Michel Araújo (Kayky, 28/2T); Caio Paulista (Lucca, 15/2T), Paulo Henrique Ganso (Samuel, 28/2T) e Gabriel Teixeira (Matheus Martins, 34/2T). Técnico: Roger Machado