Lazlo Dalfovo
10/11/2020
13:32
Rio de Janeiro (RJ)

Rogério Ceni foi anunciado nesta segunda-feira pela manhã e, no início da tarde, já falou como novo técnico do Flamengo em entrevista coletiva, concedida no Ninho do Urubu - local onde morará em seus primeiros dias de trabalho, inclusive. Ele comentou sobre a saída repentina do Fortaleza e ainda revelou ter pedido "permissão" de Zico antes de chegar à nova casa.

- Obrigado a todos. Para mim é um dia especial para mim. Meu 30 ano de futebol. Já enfrentei Maracanã cheio. Vi Zico. Até liguei para ele e pedi a entrada. Cara único. Admiro até pelas faltas. E ele me respondeu lá do Japão. Me sinto com a permissão - disse Ceni, emendando sobre a sua troca:

- Sou muito agradecido ao Fortaleza. Meu coração fica parte dele em Fortaleza, mas um convite do Flamengo, neste momento, é difícil de se recusar. Pela grandeza, atletas, estrutura. É um caminho natural e compreensível.

Junto aos auxiliares Charles Hembert e Nelson Simões e o preparador físico Danilo Augusto, Rogério Ceni iniciará o seu trabalho já nesta terça, cujo treino foi adiado para a tarde justamente para que ele possa aplicá-lo. E o comandante moldará uma equipe "mais ofensiva possível":

- (Estilo da equipe) Mais ofensiva possível. Fiquei muito tempo no gol. Quero ficar o mais longe possível. De acordo com a qualidade técnica, o Flamengo gosta da bola. Sempre tentar o gol. O importante é o gol. A favor. Gosto de jogar com o máximo de atacantes possível, com velocidade, habilidade. Essa é a área que mais gosto de mexer

- Todos querem ganhar tudo no futebol. Temos que ver quanto cada um está disposto a se entregar para chegar. É um grupo vencedor. Quem disse que não é possível? Ainda mais com uma torcida tão apaixonada e jogadores de tanta qualidade - completou. 

Aos 47 anos, Rogério Ceni assinou contrato com o Flamengo até dezembro de 2021 - quando se encerra a gestão de Rodolfo Landim. No Fortaleza, tinha vínculo até fevereiro do ano que vem.

POSSÍVEL ESTREIA AMANHÃ

A estreia do técnico pode ser já nesta quarta-feira, contra o São Paulo, pela ida das quartas da Copa do Brasil, no Maracanã. A expectativa é que Ceni esteja regularizado para estar à beira do campo contra o clube que o idolatra pela sua carreira como goleiro. O processo está adiantado.

Rogério Ceni - Flamengo
Ceni foi apresentado no Fla (Foto: Alexandre Vidal / Flamengo)


Confira outros trechos da apresentação de Rogério Ceni:

Esquemas táticos

- Temos que achar o esquema que o time mais se sente à vontade. No Fortaleza jogamos no 4-3-3. Depois 4-2-4. O que importa é que os jogadores se sintam à vontade. Vamos conversar e treinar. Temos que ser ofensivos, gostar da posse de bola.

Inspiração no trabalho de Jorge Jesus

- Tudo que for positivo. Eu gosto do estilo. A marcação alta, intensidade. Depende bastante da questão física. Vamos utilizar boa parte disso.

Passagem pelo Cruzeiro

- Experiência é sempre válida. Sempre evolui. São momentos distintos, o Flamengo vive um dos melhores momentos da história. O Cruzeiro em uma fase que não era tão propícia.

Moradia no Ninho

- É a única maneira (morar no Ninho do Urubu, inicialmente). Senão se perde muito tempo. Vou ficar o tempo necessário para conhecer todos os setores. Prefiro ficar por aqui. Super bonito, melhor do que hotel. Quero acompanhar treinos das categorias inferiores também.

Dá para ganhar tudo no Fla?

- Todos querem ganhar tudo no futebol. Temos que ver quanto cada um está disposto a se entregar para chegar. É um grupo vencedor. Quem disse que não é possível? Ainda mais com uma torcida tão apaixonada e jogadores de tanta qualidade.

Elogios a Yuri César (emprestado pelo Fla ao Fortaleza)

- Eu conto (com o Yuri César em 2021). Ele é fora de série. Tem capacidade, consciência. Grata surpresa. Ele não perde o foco. Mas já fez sete jogos e fica no Fortaleza. Acho que ele tem potencial para o Flamengo.

Problemas defensivos do Fla

- Só amanhã que vamos poder afirmar, mas erros defensivos são frutos de erros de sistema de jogo. Quando se tem um número elevado de gols sofridos, temos que tentar ajustar, com a ajuda de todos. São eles que vão resolver. O atleta é o mais importante. Nós buscamos soluções. Garanto que não é problema de apenas uma peça.

Concorrência no gol rubro-negro

- Trabalhei com o Diego na Copa América. Já enfrentei muitas vezes. Hugo tem feito um grande trabalho, é um jogador especial. César também conheço. Ainda tem o Gabriel. Vamos dar prosseguimento. Diego tem capacidade de voltar a jogar, e o Hugo tem feito um grande trabalho. O Diego merece todo respeito pela história que construiu. Vi fotos dele dos títulos. O Hugo surge com muito potencial e tem tudo para ser o futuro do Flamengo e da Seleção.

Estímulo para Hugo cobrar faltas

- Vou estar aqui todos os dias acompanhando. Se ele (Hugo Souza, que tem treinado) tiver o dom, serei o último a ir contra. Não é uma coisa primordial. Sei que o Flamengo não faz gol de falta há muito tempo. Talvez pela falta de tempo, porque isso é repetição diária.

Vai ser manager como no Fortaleza?

- Aqui no Flamengo já tem tudo pronto, são situações distintas. Lá no Fortaleza eu dava ideias. Aqui posso focar no futebol.