Rodrigo Caio - Flamengo

Rodrigo Caio culpou o calendário pelo problema (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

LANCE!
18/10/2019
16:00
Rio de Janeiro (RJ)

Jorge Jesus já deixou claro: nada de descanso. Apesar da partida decisiva com o Grêmio, pela Libertadores na próxima quarta, o Flamengo entrará com o que tem de melhor no clássico com o Fluminense, neste domingo, pelo Brasileirão. A metodologia é aceita pelos jogadores e, nesta sexta, o zagueiro Rodrigo Caio aponta para outro caminho no debate sobre poupar ou não jogadores. Para o camisa 3, a discussão deve ser quanto ao elevado número de jogos no Brasil.

- A questão (de poupar), vejo que estão levando para outro lado. Precisamos pensar que o calendário é muito difícil para os jogadores. A discussão tem que ser nesse ponto. Não ter tantos jogos. Sabemos que somos preparados para isso, somos jogadores de alto nível, mas é preciso mudar - afirmou Rodrigo Caio, antes da atividade desta sexta no Ninho do Urubu, antes de completar:

- Temos que pensar em uma forma de ajudar os atletas. Entramos em campo a cada 72h e, às vezes, não dá tempo de recuperar. O Mister está fazendo o seu trabalho e conhece os jogadores que tem. O que favorece o Flamengo é todo o material humano capacitado para deixar todos jogadores aptos a jogar. Temos que enaltecer isso. Se não tivesse, o Jorge não teria todos à disposição - disse.

Rodrigo Caio é o terceiro jogador com mais minutos pelo Flamengo em 2019, atrás de Diego Alves e Willian Arão. A tendência é de que seja mais uma vez titular no Fla-Flu de domingo, no Maracanã. O zagueiro destacou a vontade de atuar e falou sobre a recuperação após retornar da Singapura, onde esteve à disposição da Seleção Brasileira, na última segunda, assim como o Gabigol.

- 100%. Tive uma viagem longa da Singapura. Não joguei, mas treinei forte e me recuperei. Um fisioterapeuta (do Flamengo) nos acompanhou para ajudar na recuperação. Voltamos muito bem. Conversei com o Gabi sobre o sono, que ainda está pendente, mas estamos tentando equilibrar. Mas, fisicamente, estamos 100% - garantiu Rodrigo Caio, colocando à disposição do treinador.