Treino Flamengo - Renê

Renê saiu aplaudido da partida contra a LDU (EQU), pela Libertadores (Alexandre Vidal / Flamengo)

LANCE!
15/03/2019
16:18
Rio de Janeiro (RJ)

Após a vitória por 3 a 1 sobre a LDU (EQU), pela Libertadores, na última quarta-feira, o Flamengo encara o Volta Redonda, pela Taça Rio, segundo turno do Campeonato Carioca. E segundo o lateral-esquerdo Renê, não há diferença na motivação de uma partida para outra devido à disputa interna por vaga no time.

- Motivação... É só olhar para o lado. Qualquer mole que der, vai entrar outro. A competitividade no nosso grupo está muito forte, já é uma motivação. Sempre o próximo jogo será o mais importante. Independentemente de ser o Volta Redonda, ou qualquer outra equipe. Se não vencer, a cobrança volta. Temos de manter os pés no chão, não conquistamos nada. É apenas o começo do ano e vamos procurar evoluir - disse.

O camisa 6 também comentou a boa atuação que a equipe do técnico Abel Braga teve sobre a LDU e a obediência em relação ao pedido do treinador:

- Essa vontade, concentração, foco, estamos trabalhando durante a semana. O professor cobra bastante de estarmos sempre ligados na retomada da bola, fazer de tudo para que possamos estar sempre com a bola no pé. Sabemos que nossa equipe tem muita qualidade e se conseguirmos impor essa garra do começo ao fim, no final a qualidade técnica vai fazer diferença.

Veja outros tópicos

Time titular?

Na verdade, hoje é o dia que decide quem joga, que vê quem está mais cansado. A gente faz os exames e o professor Abel vai passar quem vai jogar, mas é sempre se preparar para entrar em campo. Independentemente de quem entra em campo, é o Flamengo que entra em campo. Já mostramos a força do grupo no clássico (contra o Vasco). Quem entrar, vai dar o melhor para conseguir a vitória.

Laterais

No meu modo de ver, faz um tempo que eu e Pará estamos jogando bem. Às vezes, não tão bem quanto o restante, mas sempre, ao menos, regular. Nesta, tivemos uma participação maior no jogo, conseguimos ajudar bastante a fazer gols, criar jogadas. Às vezes, não aprecemos tanto na frente. mas sempre estamos ali atrás para dar respaldo ao ataque, que é muito bom. No geral, estamos fazendo papel importante. Acontecem as criticas, mas é trabalhar e mostrar em campo.

Volta Redonda

O adversário a gente começa a ver a partir de hoje. A gente vê alguma coisa, professor já passa e, antes do jogo, vê vídeo, estuda tudo para entrar no jogo ligado.

Momento individual

Acho que esse momento que tenho vivendo do final do ano passado para cá, tem muito da confiança do treinador. Meus companheiros confiam, mas a partir do momento que o treinador passa confiança, da sequência, consegue desempenhar o papel. Acho que venho melhorando graças aos meus companheiros. A equipe vem de um grande jogo e quando a equipe está bem, todos vão bem. Estamos sempre procurando melhorar. Sei que tem jogo que não conseguimos desempenhar o que se espera, mas procuramos melhorar nos treinamentos. É seguir em frente que não tem nada ganho. Futebol muda muito rápido. É continuar trabalhando e ir em busca dos objetivos.