Taça das bolinhas

Taça das Bolinhas: nome oficial é Troféu Copa Brasil e gera polêmica há mais de uma década (Foto: Reprodução)

LANCE!
13/08/2020
17:50
Rio de Janeiro (RJ)

A aparente eterna novela que tem a Taça das Bolinhas como protagonista ganhou um novo capítulo nesta quinta-feira, depois de um longo período sem novidades. Através da juíza Bianca Ferreira do Amaral Machado Nigri, da 1ª Vara Cível do Tribunal de Justiça do Rio, o Flamengo conseguiu uma liminar que impede que a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) entregue o troféu de forma definitiva ao São Paulo.

Recentemente, o Rubro-Negro, representado pelo advogado Rodrigo Fux, havia protocolado um recurso. A informação inicial é da coluna do jornalista Ancelmo Gois, do jornal "O Globo". Tal processo se encontra em fase embrionária, mas, com a liminar a favor do clube carioca, o São Paulo, que também briga pela taça há mais de uma década, não pode recebê-la. 

A Caixa Econômica Federal, que possui a tutela da premiação, foi notificada pela CBF para devolução da Taça das Bolinhas, ainda sem destino definido. 

Desenhada pelo escultor Maurício Salgueiro, o Troféu Copa Brasil - nome oficial - foi confeccionado pela CBD (Confederação Brasileira de Desportos), entidade precursora da CBF, em 1975, e deveria ficar em definitivo com o primeiro clube que conquistasse o Campeonato Brasileiro por três vezes seguidas ou cinco alternadas. Desde 2007, entretanto, por conta da briga judicial do título de 1987, a entrega desta taça também parou para ser discutida judicialmente.