Matheus Dantas
19/07/2018
12:30
Rio de Janeiro (RJ)

O Brasileirão voltou e o Flamengo viu a distância para o vice-líder diminuir após a derrota para o São Paulo, no Maracanã, nesta quarta-feira. Foi o próprio Tricolor que encostou no time de Maurício Barbieri, que, com 27 pontos, está um a frente do clube paulista. O Rubro-Negro vai buscar a recuperação diante do Botafogo, no sábado, e para o meia Diego, o revés não abalará a confiança e a relação entre a equipe e torcida, que deve lotar o estádio mais uma vez.

- De maneira nenhuma. Não pode e não tem motivo para isso. Fica a frustração de não ter conseguido a vitória em um jogo importante, mas sábado já tem mais. Não há tempo para lamentar, temos que corrigir os erros o quanto antes. O torcedor, mais uma vez, fez sua parte e sábado estaremos motivados para retribuir o carinho e tenho certeza que será diferente - afirmou o camisa 10.

O time tem recebido o apoio das arquibancadas e sábado não será diferente. Em sete partidas como mandante no Campeonato Brasileiro, o Flamengo tem média de 47.930 pagantes, a melhor entre os 20 clubes da Série A. Para o jogo de sábado, mais de 26 mil ingressos foram vendidos até a manhã desta quinta.

Projetando o clássico, Diego espera encontrar dificuldades similares as do jogo contra o São Paulo, quando o Flamengo teve maior posse de bola e ocupou o campo de ataque, mas sofreu com os contra-ataques do adversário. De acordo com o meia, esta será uma tendência sendo líder e atuando no Maracanã.

- É natural que sejamos uma equipe a ser batida. A equipe que está liderando é estudada constantemente e temos que estar preparados para isso. Não é uma desculpa. Acho difícil que uma equipe vá jogar de igual para igual com a gente aqui no Maracanã, então temos que estar preparados. Cada equipe tem sua mentalidade e forma de jogo e o importante é conseguirmos as vitórias.

'Precisávamos do resultado, terminamos a partida com uma equipe extremamente ofensiva, em cima do São Paulo, mas não fizemos o gol. Acredito que seguindo desta forma e ajustando alguns detalhes temos tudo para conseguir as vitórias', disse Diego.

Confira outras respostas do meia Diego após o jogo contra o São Paulo:

1. Gostou do comportamento da equipe após a entrada de Uribe?

Temos várias opções táticas com os jogadores que estão no elenco. Uribe entrou muito bem. Nós estamos preparados para qualquer tipo de mudança de comportamento ou de posicionamento para que a equipe possa render e alcançar o objetivo.

2. O time sentiu falta de Vinícius Jr?

Temos que valorizar os jogadores que estão aqui. O Vinícius fez um excelente trabalho, mas temos jogadores aqui capazes de manter o alto rendimento. Coisas boas aconteceram hoje, temos que concentrar nos atletas que temos e estaremos preparados para corresponder.

3. Vitinho, se contratado, será um bom reforço para o Flamengo?

Todo bom jogador é bem-vindo. Não sei até que ponto isso é verdade, mas todo bom jogador é bem-vindo.

4. A equipe terminou o jogo correndo demais. Foi um ponto positivo?

O time foi excelente fisicamente. Foi uma das coisas boas de hoje (quarta). Alguns jogadores do São Paulo tiveram câimbras e nós terminamos com um nível de intensidade alta. Temos que manter algumas coisas e melhorar outras.

Flamengo dá sua cara ao Maracanã
Bandeirão rubro-negro posicionado atrás de um dos gols do Estádio do Maracanã (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)

MARACANÃ GANHA A "CARA DA NAÇÃO"

Durante a Copa do Mundo, na Rússia, a diretoria do Flamengo anunciou a assinatura do novo contrato com o Maracanã, válido até 2020, prometendo deixar o estádio com a "cara da Nação". Na partida contra o São Paulo - a primeira após o Mundial -, as primeiras mudanças já puderam ser observadas.

Os corredores e o vestiário do Maracanã foram personalizados pelo clube. Além disso, escudos e bandeiras do Flamengo foram expostos no gramado, posicionados atrás dos gols. Confira as mudanças na galeria de fotos acima.

O clube da Gávea também realizou ativações com a torcida. Nas entradas dos setores Norte, Oeste e Maracanã Mais estavam expostos painéis - como o da foto acima - para que os torcedores tirassem fotos com alguns dos principais nomes do time, como Diego, Paquetá e Everton Ribeiro. A presença do "Urubu Rei" também foi sucesso, especialmente entre os rubro-negros mais jovens.

Outras ações foram realizadas visando os jovens flamenguistas. 45 crianças do projeto social e esportivo Educação Através do Esporte, do Salgueiro, foram convidadas para torcerem pelo Flamengo no setor Leste do Maracanã e outras 44 crianças entraram em campo com o time na ação Pequeno Rubro-Negro.

Foi neste momento, na entrada do Flamengo em campo e na execução do hino nacional, que uma imagem marcou a noite de quarta-feira. Diego, camisa 10 do time, entrou no gramado carregando um aparelho de uma pequena torcedora com problemas respiratórios. A imagem viralizou na internet. Confira abaixo:

Diego - Flamengo
(Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)