Marcos Braz

Marcos Braz concedeu entrevista coletiva nesta segunda (Foto: Alexandre Vidal / Flamengo)

LANCE!
23/08/2021
15:20
Rio de Janeiro (RJ)

Neste início da última semana da janela de transferências, Marcos Braz, vice-presidente de futebol do Flamengo, não foi poupado de diversas perguntas sobre o mercado rubro-negro, já que o dirigente se disponibilizou a responder perguntas enviadas por jornalistas, após a apresentação de Andreas Pereira, na sala de imprensa do Ninho do Urubu, na tarde desta segunda-feira

A primeira pergunta envolvendo mercado foi a respeito de uma possível tratativa por David Luiz, pedido de boa parte da torcida, que tem se mobilizado pela contratação, nas redes sociais. O VP avisou que "não há nada":

- Não tem absolutamente nada oficial, nada perto. (O David Luiz) é um jogador de Seleção Brasileira. O jogador estava em Angra dos Reis há três meses, tem familiares em Juiz de Fora, se não me engano. É muito perto aqui do Rio, e se deu esse pedido (da torcida). Mas não tem nada. Se falar de zagueiro, vai ter sempre alguém na nossa lista e tem que ser assim. Mas não temos o que falar do David Luiz, não teve nenhuma proximidade, nenhuma questão relacionada à proposta, não tem nada disso - disse Braz, emendando:

- O que tem é que o Bruno (Spindel) conhece o mercado e eu conheço o mercado, então a gente sabe "ah esse jogador vai pedir mais ou menos isso, isso é bom, isso é ruim...". Então a gente sabe muito bem quanto custa o David Luiz. Mas não tem nada perto, eu não vou enganar a torcida.

David Luiz
David Luiz,  sem clube desde que saiu do Arsenal, é um desejo da torcida do Flamengo (Foto: Reprodução/Instagram)

BUSCA POR THIAGO MENDES

A respeito de Thiago Mendes, volante do Lyon, Marcos Braz e o diretor Bruno Spindel, que também estava no local, indicaram que as conversas por empréstimo esfriaram. O vice-presidente de futebol detalhou o processo da negociação: 

- Na questão do Thiago, a gente começou um processo, uma situação mais complexa. É um jogador que foi comprado duas vezes por seus clubes por mais de 15 milhões de euros, e aí aparecem dois loucos lá querendo trazer o jogador por empréstimo, barato, pela qualidade dele, pelo que a gente entende que o jogador pode nos proporcionar. E a gente vai pelo mesmo ritual que fez desde o começo. Você quer vir? Você tem o interesse de nos ajudar? Eu sei da situação complexa dentro do clube, mas eu e o Bruno não temos vergonha de tratar qualquer contratação e não levar, já passamos dessa fase. A gente gosta de ir na operação e levar, e arrastar. Mas às vezes não é possível. A gente vai em cima do jogador, pede ajuda à família, o entendimento do empresário e depois faz alguns ajustes.

- Então a gente foi para dentro desse ritual, o jogador fez de tudo para poder vir ao Flamengo. Aliás, na nossa ida à Europa, o Bruno, o empresário e eu conseguimos uma movimentação do jogador que a gente jamais pensou que ia conseguir, o jogador foi e externou ao clube a vontade de estender o contrato por mais dois anos, ganhando menos, só para poder ter a liberação de vir para cá. Coisa difícil de acontecer. Por isso tenho que fazer um agradecimento ao Thiago, independentemente se vamos trazê-lo ou não. Eu respeito a posição do Lyon. Eles devem entender e saber por que achavam que esse caminho não era um caminho bom, e a gente entendeu a decisão.

Em seguida, Spindel agradeceu ao Thiago Mendes pela vontade de fazer acontecer a transferência e à transparência do Lyon, mas avisou:

- Acho muito pouco provável que alguma coisa se altere (até o fechamento da janela). 

Thiago Mendes
Lyon não deseja emprestar Thiago Mendes (Foto: Divulgação/Lyon)

FLAMENGO AINDA NO MERCADO

Quando questionado se o Flamengo ainda busca outras contratações, além dos nomes já ventilados, por exemplo, Marcos Braz foi direto:

- Flamengo tenta outras contratações... Ou vai tentar - falou, antes de responder acerca das cobranças da torcida por reforços:

- Usei até umas brincadeiras no Twitter sobre turismo. Mas é para ter uma conversa com a torcida. Não posso dar informação nas redes sociais. O que às vezes faço são brincadeiras para ter essa relação. Mas torcida cobrando, opinando, eu pessoalmente vou sempre entender e respeitar. Também sou torcedor e já cobrei muito. Já me excedi. Eu entendo o nível de cobrança e acho que tem que ser isso mesmo.

RENOVAÇÃO COM O TRIO DA GERAÇÃO 85 E ARRASCAETA

Filipe Luís, Diego Ribas e Diego Alves têm os seus respectivos contratos com o clube a finalizarem em dezembro deste ano. De acordo com Braz, o Flamengo só pisará no acelerador para lidar com as possíveis renovações após o fechamento da janela de transferências:

- Não teve avanço e nem começo. Vamos começar depois que fechar a janela. Minha sensibilidade é de que não teremos problemas caso o Flamengo entenda que tem que renovar com os três. Na hora certa, com tranquilidade, vamos fazer. Acima de tudo, com responsabilidade.

Flamengo x Olimpia - Arrascaeta
Arrascaeta tem contrato com o Flamengo até 2023 (Foto: Alexandre Vidal / Flamengo)

+ Veja o chaveamento da Copa do Brasil

Por fim, comentou sobre o imbróglio envolvendo Arrascaeta quanto à extensão contratual - o atual expira em dezembro de 2023 - e os pedidos do estafe por bonificações financeiras:

- Sistematicamente fazemos reuniões para superar o estágio que está agora. Tem duas questões no mesmo pleito. A situação financeira e de tempo de trabalho, que já está ajustada. E tem o ponto que o empresário entende que temos que avançar mais no percentual que já temos do Arrascaeta. Entendemos as posições do atleta e do empresário. Não é nenhum absurdo. Não quer dizer que precisamos avançar no percentual completo. Temos que ter calma e fazer de uma maneira justa e correta. Se tem alguém que acredita no Arrascaeta e o respeita somos nós dessa diretoria. Compramos por um volume grande de dinheiro e estávamos certos.

- Para mim, o Arrascaeta é maior estrangeiro da história do Flamengo. Mesmo faltando dois anos e meio de contrato, nos colocamos à disposição para fazer um novo contrato de cinco anos. Flamengo vai dar o aumento e os pedidos possíveis, mas temos que ter calma. Não tenho dúvida que vamos resolver, sem pressão. Não adianta que isso não resolve de uma hora para outra - finalizou Marcos Braz.