Flamengo - Gabigol (Mané Garrincha)

Gabi comemora após conquistar a Supercopa em 2020 (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

Lucas Pessôa
09/04/2021
06:30
Brasília (DF)

O retrospecto do Flamengo no Mané Garrincha dá uma dose a mais de confiança para a disputa da Supercopa do Brasil, neste domingo, às 11h (de Brasília), contra o Palmeiras. Afinal, desde a inauguração do estádio em 1974, o Rubro-Negro disputou 63 partidas, perdeu apenas em seis ocasiões e acumula um aproveitamento superior a 66%.

+ Flamengo x Palmeiras: final da Supercopa tem embate entre elencos valiosos; veja a comparação

Apesar de acumular partidas no Mané Garrincha desde a década de 1970, o Flamengo passou a ter uma relação mais forte com o estádio a partir de 2013, quando ele foi reinaugurado após a reforma para a Copa do Mundo. Nos últimos oito anos, o clube passou a tratar Brasília como "segunda casa" e disputou 29 partidas no local.

O aproveitamento do Flamengo no palco, inclusive, vem melhorando nos últimos tempos. A última derrota do clube no local foi há quase cinco anos, em junho de 2016. Curiosamente, o adversário daquela partida foi o Palmeiras, que venceu por 2 a 1, no jogo que ficou marcado pela expulsão do zagueiro César Martins ao "defender" uma bola em cima da linha.

Desde então, o Flamengo atuou 13 vezes no Mané Garrincha e não perdeu mais. Neste período, foram 10 vitórias e apenas três empates - um aproveitamento de 84% - e um título conquistado: a Supercopa do Brasil, em fevereiro de 2020, contra o Athletico-PR.

Para melhorar, o clube vem de uma sequência de cinco triunfos seguidos no estádio. O último deles foi em janeiro deste ano e também diante do Palmeiras: 2 a 0, com gols de Luan (contra) e Pepê.

+ L! analisa: o que mudou no Flamengo do título da Supercopa de 2020 até a decisão de 2021

RAIO-X DO FLAMENGO NO MANÉ GARRINCHA

Antes da reforma (1976-2010):
​- 34 jogos
- 21 vitórias
- 10 empates
- 3 derrotas
- 71,5% de aproveitamento

Depois da reforma (2013-2021):
- 29 jogos
- 13 vitórias
- 13 empates
- 3 derrotas
- 60% de aproveitamento

JOGOS MARCANTES RECENTES:

Flamengo 0 x 0 Santos - 26/05/2013 (leia mais)

O primeiro jogo do Flamengo no Mané Garrincha após a reforma para a Copa do Mundo. Pela primeira rodada do Brasileirão de 2013, o Flamengo enfrentou o Santos e empatou por 0 a 0. Mas, no fim das contas, o placar zerado ficou em segundo plano. Afinal, a partida ficou marcada por dois fatos curiosos: a despedida de Neymar antes de partir rumo ao Barcelona e a estreia de Gabigol como profissional. Na época, os quase 60 mil flamenguistas presentes no estádio não sabiam, mas estavam vendo o início da carreira do grande ídolo atual do Rubro-Negro.

Flamengo 2 x 1 Grêmio - 21/08/2016 (leia mais)

Com o Maracanã indisponível em função das Olimpíadas do Rio, o Flamengo mandou o confronto contra o Grêmio, pela 21ª rodada do Brasileirão, em Brasília. E quis o destino que o Mané Garrincha recebesse a estreia de uma das principais contratações rubro-negras dos últimos anos: Diego Ribas. Na época com a camisa 35, o meia foi titular e ainda marcou o segundo gol da vitória por 2 a 1 diante do Tricolor Gaúcho. Antes, Leandro Damião havia aberto o placar.

Flamengo x Grêmio (2016)
Diego comemora gol na estreia (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)

Flamengo 4 x 1 Vasco - 17/09/2019 (leia mais)

Os 65.418 torcedores que lotaram o Mané Garrincha naquele dia presenciaram uma das grandes atuações do Flamengo de Jorge Jesus. Com grande atuação coletiva, o Rubro-Negro goleou o Vasco por 4 a 1 pela 15ª rodada do Brasileirão e encostou no Santos, até então líder da competição. Bruno Henrique abriu o placar com um golaço e foi o grande nome da noite. Além dele, Diego Alves, com dois pênaltis defendidos, e Gabigol, com dois gols marcados, também se destacaram. Arrascaeta fechou a goleada de pênalti.

Flamengo 3 x 0 Athletico-PR - 16/02/2020 (leia mais)

Disputar a Supercopa do Brasil no Mané Garrincha não será novidade para o Flamengo. No ano passado, diante de 50 mil pessoas, o clube enfrentou o Athletico-PR no estádio e garantiu a taça inédita ao vencer por 3 a 0. Em nova atuação dominante da equipe de Jorge Jesus, o Rubro-Negro construiu a vitória com tranquilidade e gols de Gabigol, Bruno Henrique e Arrascaeta.