Lazlo Dalfovo
16/02/2022
17:38
Rio de Janeiro (RJ)

Distantes há nove anos, o Flamengo voltou ao Estádio Conselheiro Galvão para visitar o Madureira. O duelo, válido pela 7ª rodada do Carioca e realizado na tarde desta quarta-feira, não contou com casa cheia, até pelos preços absurdos dos ingressos, mas teve emoção do início ao fim. Repleto de reservas no último teste antes da Supercopa do Brasil, o Rubro-Negro venceu de virada, por 2 a 1, com gols de Everton Ribeiro e Willian Arão, que saíram do banco para decidir um jogo encardido. Ygor Catatau abriu o placar no primeiro minuto.

Willian Arão - Madureira x Flamengo
Arão fez o gol da vitória do Fla (Foto: Marcelo Cortes/Flamengo)

PRIMEIRO MINUTO, PRIMEIRO GOL

Mal deu tempo para os times se estudarem. O primeiro gol veio logo no primeiro lance de ataque e primeiro minuto, com uma jogada envolvente do Madureira. O volante Henrique Luiz achou um lindo lançamento para Ygor Catatau, que explorou um buraco inexplicável na defesa rubro-negra (ou tem uma explicação: Isla abandonou o setor) e marcou na saída de Diego Alves, estreante na temporada e um dos líderes, assim como Ribas, de um time modificado e com diversos titulares poupados.

Madureira x Flamengo
Catatau abriu o placar (Foto: Luis Miguel Ferreira/Madureira EC)

ANDREAS AGITOU O JOGO (NEGATIVAMENTE)

O Flamengo não se encontrava em campo. Desta vez com um 4-3-3 e num péssimo gramado, o time de Paulo Sousa pecou na criação e praticamente não criou chances no primeiro. E o Madureira causava um certo perigo no contra-ataque, inclusive dando trabalho a Diego Alves. Quem agitou a etapa inicial, de fato, foi Andreas Pereira. Negativamente. O meio-campista só vinha aparecendo quando perdia dividas ou a bola, até que se meteu num entrevero com Henrique Luiz e largou o braço. Levou amarelo, o que ficou barato, e foi substituído logo depois. Parte da torcida o vaiou e xingou bastante. 

TUDO IGUAL EM MADUREIRA

Everton Ribeiro foi o primeiro a entrar pelo lado do Fla. Logo no intervalo. E coube ao camisa 7 deixar tudo igual num momento em que o Rubro-Negro sofria para criar e ainda vira Diego Alves salvar atrás após um chute (esporádico) de fora. Na casa dos 15 minutos, Vitinho cortou para dentro, cruzou na cabeça de Arão, que escorou para Ribeiro completar: 1x1. De imediato a torcida começou a cantar pela virada e pilhar uma equipe oscilante.

Madureira x Flamengo - Everton Ribeiro
Destaque, assim como Arão, Everton marcou o gol de empate (Foto: Paula Reis / Flamengo)

ARÃO RESOLVE

E o camisa 5 estava mesmo disposto a decidir no ataque. Novamente, com o Fla pressionando e todo no campo ofensivo, atacou um espaço vazio e ficou na entrada da área aguardando um bate-rebate em sua frente. A bola sobrou à feição, e Arão chapou com muita categoria, na gaveta, para virar e liquidar a partida. Ele e Ribeiro fizeram a diferença no triunfo, levando o Fla a 16 pontos, na liderança (provisória).

> Veja e simule a tabela do Carioca

AGORA É SUPERCOPA DO BRASIL

Depois que o Fla virou, o Madureira não teve pernas para reagir, mas até que tentou e fez Diego Alves suar em duas jogadas perigosas, evitando que o jogo entrasse em banho-maria. Paulo Sousa aproveitou a vantagem para fazer novas alterações, dar rodagem a Bruno Henrique e David Luiz, que estão voltando de lesão, por exemplo, já visando a Supercopa do Brasil, cuja decisão contra o Atlético-MG será já neste domingo. 

FICHA TÉCNICA
MADUREIRA 1 X 2 FLAMENGO​
Data/Hora:
16 de fevereiro, às 15h30
Local: Conselheiro Galvão, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Rodrigo Carvalhaes de Miranda
Assistentes: Carlos Henrique Alves Filho e Carlos Henrique Cardoso de Souza
Gramado: ruim
Público/renda: 1.009 pagantes / 1.293 presentes / R$ 80.760,00
Cartões amarelos: Henrique Luiz, Kaio Magno (MAD) / Marinho, Andreas Pereira, Bruno Henrique (FLA)
Cartões vermelhos: -

GOLS: Ygor Catatau, 1/1/ºT (1-0); Everton Ribeiro, 13'/2ºT (1-1); Willian Arão, 23'/2ºT (1-2).

MADUREIRA (Técnico: Alfredo Sampaio)
Dida; Rhuan (Paulo Cezar, 37'/2ºT), Edgar Silva, Feliphe Gabriel e Guilherme Zoio; Felipe Dias, Henrique Luiz (Diogo Carlos, 27'/2ºT) e Rafinha (Marino, 22'/1ºT - Marlinho, 27'/2ºT)); Ygor Catatau (Kaio Magno, 37'/2ºT), Erick Pulga e Pipico.

FLAMENGO (Técnico: Paulo Sousa)
Diego Alves; Isla (Matheuzinho, 18'/2ºT), Gabriel Noga, Cleiton e Renê (David Luiz, 28'/2ºT); João Gomes, Andreas Pereira (Willian Arão, 39'/1ºT) e Diego; Vitinho (Bruno Henrique, 18'/2ºT), Marinho (Everton Ribeiro, intervalo) e Pedro.