Flamengo x Boa Vista

Abel Braga afirma que Flamengo vai em busca do primeiro lugar do Grupo C (Alexandre Vidal / Flamengo)

LANCE!
30/01/2019
00:17
Rio de Janeiro (RJ)

O técnico Abel Braga deixou o Maracanã satisfeito. Mas não apenas pela vitória do Flamengo sobre o Boavista, por 3 a 1 - que garantiu vaga ao time rubro-negro na semifinal da Taça Guanabara -, mas pela atuação no segundo tempo que, segundo ele, mostrou novas opções táticas para usar ao longo da temporada.

- Muito mais que o resultado, foi aquilo que fiz após sofrer o gol, que ia fazer no intervalo, colocar o Gabriel pela direita, Arrascaeta pela esquerda e Vitinho por dentro. Arrascaeta achou espaço que não tinha encontrado. Bruno mostrou que está vivendo momento muito bom. Arascaeta por dentro junto com Everton Ribeiro... Fiquei com time agudo com Gabigol e Bruno Henrique, um de cada lado - disse ele, que completou:

- Fico satisfeito porque são 26 dias de trabalho e fazer isso mostra que eles já têm conhecimento do que podem me dar de resposta. Estou feliz pela resposta, este tipo de condição que me passaram.

Diante do Boavista, na noite desta terça-feira, o treinador usou, basicamente, a escalação que enfrentou o Resende, há duas rodadas, mas, desta vez, com o zagueiro Rodrigo Caio e o atacante Vitinho. Apesar dos indícios de que, a partir de domingo, o rodízio no elenco pode terminar, Abel garantiu que ainda não tem o time titular definido.

- Agora acabou. Domingo vai uma outra equipe. Eles estão confundindo minha cabeça (risos). Mas foi legal, principalmente porque, hoje, canto da torcida foi mais forte. Estamos conseguindo formar um grupo em que, quando perder alguém, não vai ter dor de cabeça a nível de ritmo, qualidade - afirmou.

Ao analisar a atuação, Abel lembrou a possibilidade de perder Piris e Cuéllar por conta de convocações para as seleções do Paraguai e Colômbia, respectivamente, e não descartou a chegada de mais um nome para o setor, mas apontou que não há a necessidade em um primeiro momento:

- Alguns meninos oscilam. A subida de produção do Piris de um tempo para o outro foi grande. Estamos procurando nos precaver de todos os problemas que podem acontecer. Podemos perder em um ou dois jogos o Piris e o Cuéllar, por exemplo. Podemos pensar a possibilidade de vir mais um. Não acho que, para agora, há necessidade de muita coisa. O Berrío está voltando. Vamos ficar agudos com Vitinho, Bruno Henrique... Gostei muito. Este jogo, para mim, me deu possibilidades de criar maias duas ou três chances de mudanças.

Veja outros tópicos da coletiva:

Início de temporada


No mesmo dia, ou seja, no sábado, dia 26, no ano passado, o Flamengo empatou com o Vasco em 0 a 0. Pegamos os dados e calculamos com o jogo do Botafogo. Tivemos mais jogadas de velocidade acima . Prova que fisicamente estamos bem.

Resposta da equipe

Já está classificado, então, o primeiro objetivo alcançado. Mas queremos ser primeiro. Até agora, contusão zero. Nossa única contusão foi em Orlando, do Berrío. E se analisar, balançamos o time deles sem profundidade, mas desgastou e terminamos o jogo inteiros.

Time com dificuldade de furar bloqueio adversário

Às vezes, vai acontecer. Já teve a enquete aí sobre a equipe que o pessoal quer. Não é impossível jogar dessa forma que terminou, mas tem de organizar. Neste aspecto, estou muito satisfeito com meu grupo. Grupo sério. Eles querem algo muito maior.

Gabigol

Coloquei na posição que ele gosta, se sente bem, contra equipe com três volantes. Estávamos com dificuldade de penetração. Particularmente, joguei mais pelo lado. Gosto de dois caras agudos pelo lado.Se forem ver os times que dirigi, os atacantes sempre foram artilheiros e com dois caras pelo lado. É como gosto. Por isso, foi grande opção para mim. Estamos deixando jogar o máximo para entrar no ritmo.

Mais Gabigol

Maior verticalidade. Gabriel quando foi para o lado direito, acabou a subida pelo lado esquerdo no primeiro tempo. Time bem dirigido, rápido, agressivo, procura jogar. Nós melhoramos a composição do meio, o que não aconteceu no primeiro tempo.

Impossível usar Cuéllar, Diego, Arrascaeta, Everton, Bruno Henrique e Vitinho?

Penso naquilo que vou usar. Vou treinar para depois exigir. Hoje, fizemos algumas coisas excepcionais, como colocar cinco jogadores no campo adversário. Não estou dizendo que é impossível acontecer, ou que não vai acontecer.

Vaias a Vitinho

O torcedor é soberano. Eu fiquei muito feliz foi com os aplausos na saída do Dourado. Estou muito mais satisfeito. Ele procurou fazer o melhor e não fez mais porque o adversário também teve mérito.