Orejuela

Orejuela estava quase vendido para o Grêmio e segundo o time gaúcho, a Raposa desistiu do negócio após a troca de documentos-(Divulgação/Lucas Uebel)

Valinor Conteúdo
18/01/2021
18:01
Belo Horizonte

O negócio fracassado entre Cruzeiro e Grêmio pela venda do lateral-direito Orejuela pode gerar uma ação do time gaúcho contra a Raposa. O presidente do Grêmio, Romildo Bolzan disse que pode ajuizar uma ação na Justiça contra o time mineiro por perdas e danos.

De acordo com o mandatário gremista, a direção cruzeirense celeste chegou a trocar documentos para concluir a venda do jogador, mas pouco antes de concluir o negócio, o clube azul “deu para trás”.

-Nas notificações que foram feitas, o Grêmio avisou que talvez examinasse uma busca de ressarcimento por perdas e danos. Situação de indenização. Mas o Grêmio deixa em aberto essa possibilidade sim-, disse Bolzan em entrevista à Rádio Gaúcha. Em seguida comentou seu lamento pela situação.

-Eu fico extremamente chateado com esse assunto, porque estourou na parte mais fraca que é o jogador. A forma como essa negociação andou, a forma como essa questão se comportou, as atitudes que o Cruzeiro tomou- lamentou.

CONFIRA A TABELA ATUALIZADA DA SÉRIE B

O Grêmio disse que a troca da documentação ocorreu no dia 11 de dezembro. Porém, no dia 31 o Cruzeiro não confirmou a negociação.

-Bom, o que eu posso fazer? Quando a gente trata de um negócio de magnitude tão grande, com clubes tão tradicionais, o que a gente menos espera são situações como essa. Mas aconteceu. Está bem, aconteceu, mas eu só lamento que essa posição nos levou para um absoluto desconforto na negociação-disse Bolzan.

Orejuela está de volta ao Cruzeiro, que busca um comprador para o jogador, de 23 anos, titular do Grêmio em 2020. O lateral se recupera de um problema muscular e está em tratamento no time celeste.