Os funcionários da sede administrativa ficarão de férias coletivas como prevenção contra o coronavírus

A Raposa já pode inscrever novos atletas em seu elenco. Reforços devem aparecer em breve-(Divulgação/Cruzeiro)

Valinor Conteúdo
27/10/2020
15:26
Belo Horizonte

O Cruzeiro teve mais uma boa notícia fora dos gramados. A Raposa anunciou nesta terça-feira, 27 de outubro, que a FIFA anulou a punição ao clube que o impedia de fazer registro de novos jogadores para o elenco.

A entidade máxima do futebol confirmou a quitação do débito com o Zorya-UCR, pela compra de Willian Bigode, em 2015, que gerou a pena ao clube azul. O time mineiro havia feito o pagamento na semana passada, mas o processo até a liberação pela FIFA é de até 10 dias, o que ocorreu nesta terça-feira.

O Cruzeiro já pode inscrever os meias Giovanni Piccolomo e Matheus Índio, além de poder ir ao mercado buscar reforços para a disputa da Série B, dando um novo cenário para o time comandado por Luiz Felipe Scolari.

Além do débito com o Zorya, o Cruzeiro também anunciou o pagamento de dívidas relativas à aquisição do atacante Ramón Ábila e com a comissão técnica do português Paulo Bento. Somados, somando-se o total de R$ 10,8 milhões.