Fábio - Cruzeiro

Fábio se pronunciou de forma oficial depois de meses sem comentar sobre sua saída do Cruzeiro-(Thiago Ribeiro/AGIF)

Valinor Conteúdo
03/05/2022
18:19
Belo Horizonte

A mágoa do goleiro Fábio, atualmente no Fluminense, com o Cruzeiro ainda parece existir após a saída do jogador da Raposa para o Tricolor Carioca. O jogador ficou  um longo período de silêncio sobre o caso, mas, resolveu falar o que pensa sobre a situação, pois deixou o clube mineiro depois de 17 anos seguidos como titular, sendo o atleta com mais jogos com a camisa celeste em toda a história. 

-Saí de férias, normal, como se estivesse tudo resolvido, porque o que vale para mim é a palavra. Sempre foi assim, desde quando entrei no futebol, minha palavra vale mais do que qualquer assinatura. Infelizmente, eles não tiveram essa mesma conduta, nesta gestão-disse Fábio em entrevista ao programa Arena SBT. 

Fábio seguiu tecendo críticas à diretoria celeste, falando que já havia tudo acertado para a sua renovação em 2022. 


-Eu já tinha renovado com o Cruzeiro, com o presidente atual, antes de viajar de férias. Faltaram detalhes de como ia ser feito o contrato, mas tem até foto minha com o presidente, com a camisa de 1 mil jogos, poderia alcançar essa marca neste ano de 2022- comentou Fábio que falou de detalhes do negócio que havia fechado com o Cruzeiro para esta temporada. 

-Abri mão de tudo que poderia. Abaixei o salário, diminuí até para abaixo do teto, porque já sabia quanto os outros que foram contratados iriam ganhar. Fiz de tudo, só a forma como agiram comigo não foi correta. Falam muitas coisas, comportamento difícil... Se eu fosse difícil, não teria ficado 18 anos-disse o arqueiro, que elogiou à torcida azul pelo carinho que ainda recebe. 

-Só tenho que agradecer este carinho e reconhecimento pelo meu trabalho, a dedicação que tive ao longo desses 18 anos. Tive oportunidade de sair do Cruzeiro, mas em momento algum isso passou pela minha cabeça, porque iria me sentir ingrato. Preferi que fosse dessa forma, do que ser ingrato com o clube. Lógico que tem várias formas, com transparência e dignidade, da forma certa de agir-finalizou.

Fábio vestiu  a camisa celetes 976 vezes e pelo clube, conquistou dois Brasileiros (2013, 2014), três Copas do Brasil (2000, 2017 e 2018) e sete Mineiros.