Internacional x Cruzeiro

Edílson foi mal na marcação e ainda quase gerou uma confusão generalizada após falta violante em Nico López, culminando na sua expulsão direta de campo- (Foto: Divulgação/ Twitter)

Valinor Conteúdo
12/05/2019
18:39
Belo Horizonte

A derrota por 3 a 1, para o Internacional, na tarde deste domingo, no Beira-Rio, pela quarta rodada do Brasileiro, trouxe um alerta para o Cruzeiro. Foi o terceiro revés da Raposa em 2019, sendo dois na competição nacional, para Flamengo e Inter, e um na Libertadores, diante do Emelec.

A postura em campo do Cruzeiro contra adversário de maior porte, como Internacional e Flamengo não colocam em dúvida a qualidade do elenco e sim, como o time tem se comportado dentro de campo diante de rivais considerados da mesma estatura da equipe estrelada.

Nos dois resultados de 3 a 1, para Colorado e Rubro-Negro, que culminaram em derrotas do Cruzeiro, a equipe se comportou da mesma forma. Tomou um gol, reagiu rapidamente, mas depois não conseguiu manter o volume de jogo no restante da partida. Outro detalhe que coincidiu na Raposa foi o recuo excessivo da equipe, permitindo a pressão dos rivais, mesmo com Mano Menezes mexendo na equipe, colocando jogadores mais avançados.

O meia Thiago Neves, que foi titular no duelo com o Colorado, corroborou com a ideia de que o Cruzeiro fez um recuo demasiado, permitindo muito campo para o Inter atacar a meta de Fábio, mas acha que o time pode melhorar.

-A gente recuou muito. Com um pouco mais de agressividade mais teria mais chances. Coisinhas pequenas que vai melhorar para enfrentar o Fluminense na Copa do Brasil-disse.

A equipe mineira estreia na Copa do Brasil 2019, contra o Fluminense, na próxima quarta-feira, 15 de maio, às 21h30, no Maracanã. No sábado, 18, os dois se enfrentam novamente, só que pelo Brasileiro, às 16.