Sidcley - Treino Corinthians

Sidcley tem sequência como titular e vive boa fase no Corinthians (Foto: Rodrigo Coca/Ag. Corinthians)

Alexandre Guariglia
23/08/2020
08:00
São Paulo (SP)

Contratado para ser o titular da lateral esquerda do Corinthians no inicio desta temporada, Sidcley não conseguiu entregar aquilo que se esperava na primeira parte do ano, antes da paralisação por conta da pandemia de coronavírus. No entanto, nesta retomada, as coisas têm sido diferentes e o jogador recuperou a titularidade com Tiago Nunes, além de liderar estatísticas no Brasileirão-2020.

Prejudicado por problemas físicos, pelo pouco tempo de pré-temporada e pelo processo de readaptação ao futebol brasileiro, após período de inatividade no Dynamo de Kiev, da Ucrânia, Sidcley perdeu espaço na equipe titular do Timão, e viu Lucas Piton e Carlos Augusto, jovens da base do clube, levarem vantagem na briga pela posição, inclusive na retomada do Campeonato Paulista.

No entanto, a saída de Carlos para o Monza, da Itália, abriu caminho para o retorno de Sidcley aos 11 iniciais, o que faz parte também de um processo de "soltar" mais o time com jogadores de características mais ofensivas. Carlos era praticamente um terceiro zagueiro no esquema de Tiago Nunes e descia muito pouco ao ataque, já Sidcley se notabilizou pela sua contribuição ao ataque.

Já são três partidas como do camisa 16 como titular neste Brasileirão: contra o Atlético-MG, contra o Grêmio e contra o Coritiba, tempo suficiente para que ele pudesse corresponder na nova oportunidade recebida. Até aqui, segundo o SofaScore, são nove cruzamentos certos (líder da competição), 53% de precisão nas bolas alçadas para área (melhor índice para a posição neste Brasileirão) e média de dois passes decisivos (para finalização) por jogo neste período.

- Fico feliz em saber desses números positivos a respeito dos meus jogos nesse começo de campeonato. Agora é continuar trabalhando para manter esse mesmo foco e buscar melhores resultados para a equipe - comentou Sidcley, via assessoria de imprensa, ao LANCE!.

Vale lembrar que, na final do Paulistão, contra o Palmeiras, no Allianz Parque, foi dele o cruzamento para Jô, que sofreu o pênalti que levou a decisão para as cobranças da marca penal. Já diante do Galo, no Mineirão, Sidcley foi essencial no lance do primeiro gol, já que estava atento na jogada para aproveitar o erro de Guga e rapidamente acionar Araos, que cruzou para Jô balançar a rede.

Se Tiago Nunes decidir não poupar jogadores no jogo da próxima quarta-feira, pela quinta rodada do Brasileirão, contra o Fortaleza, às 21h30, na Arena Corinthians, Sidcley será titular pela quarta vez consecutiva, algo que ainda não aconteceu nesta temporada, já que a maior sequência em 2020, até aqui, foi de três duelos: diante da Ponte Preta, do Santos e do Guaraní-PAR.