Gustavo Herbetta e Edu Gaspar

Gustavo Herbetta e Edu Gaspar, dirigentes do Corinthians, em entrevista coletiva (Foto: Bruno Cassucci)

Bruno Cassucci e Lucas Faraldo
04/12/2015
12:40
São Paulo (SP)

O Corinthians concentra esforços na venda de Alexandre Pato na próxima janela de transferências, mas não descarta reintegrar o jogador ao elenco. A diretoria alvinegra conta até com a possibilidade de ter o atleta na pré-temporada da equipe nos Estados Unidos, em janeiro. O Timão enfrentará o Atlético-MG e o Shakhtar, da Ucrânia, pela Flórida Cup, e também disputará amistoso contra o Fort Lauderdale Strikers.

– Quanto ao Pato, será definido nas próximas semanas junto com o Tite, o presidente e nós da diretoria. Caso não aconteça nada (de venda), ele é jogador do Corinthians e portanto participará da pré-temporada normalmente – declarou o gerente de futebol Edu Gaspar, nesta sexta-feira, em entrevista concedida no CT Joaquim Grava.

Alexandro Pato chegou ao Corinthians no início de 2013, mas não vingou com a camisa alvinegra e foi emprestado ao São Paulo em fevereiro de 2014. O empréstimo termina no final do mês e não será renovado. Ele tem contrato com o Timão até dezembro de 2016, e o clube do Parque São Jorge prioriza vender o atacante para a Europa.

A FLORIDA CUP

Além de Edu Gaspar, quem também falou com a imprensa nesta sexta-feira e divulgou detalhes sobre a participação do Corinthians na Florida Cup foi o superintendente de marketing do clube, Gustavo Herbetta. Os dirigentes enalteceram a importância da pré-temporada para os cofres e para o time.

– Medimos principalmente pela receita, quanto conseguimos monetizar a pré-temporada. Nesse aspecto temos coisas a comercializar, como uniforme, placa no campo de jogo, pacote turístico, experiências para o torcedor, internacionalização da marca a longo prazo. A curto prazo, é basicamente a receita por participar do torneio – disse Gustavo Herbetta.

– Nós conversamos ano passado, e mudamos um pouco o conceito de pré-temporada. Foi decidido ter maior enfrentamento contra rivais de maior peso. Antes ganhávamos de equipes de menor expressão por 4, 5 a 0. Agora já teremos grau de nível técnico maior logo no primeiro jogo. Independentemente do resultado dos jogos, queremos ter um nível de enfrentamento muito rápido, para já identificar melhorias e deficiências técnicas e táticas. Os clubes alemães, por exemplo, fazem isso. A ideia é repetir o que aconteceu em 2015, quando fizemos a pré-temporada em alto nível – explicou Edu Gaspar.


Programação do Timão para janeiro de 2016
Programação do Timão para janeiro de 2016