Jonathas

Jonathas em treino do Corinthians (Foto: Luis Moura/WPP)

Guilherme Amaro
20/08/2018
07:00
São Paulo (SP)

Contratado durante a pausa dos campeonatos por conta da Copa do Mundo, o atacante Jonathas fez apenas cinco jogos e marcou um gol pelo Corinthians. Ele admite que está devendo, mas confia: ainda vai fazer muitos gols pelo Timão.

- Estava havia um mês e três semanas de férias, cheguei no meio do campeonato. Às vezes quero que as coisas aconteçam rapidamente, mas tenho que ter paciência, pegar o ritmo dos jogos. Me machuquei, voltei agora, e tenho que trabalhar. Tenho certeza absoluta de que vou fazer muitos gols aqui ainda. É pegar o ritmo e ir embora - afirmou Jonathas, que foi contratado por empréstimo de um ano do Hannover (ALE).

Quando passou a ser escalado como titular, Jonathas sofreu um estiramento muscular na coxa direita, no mês passado. O Corinthians, então, passou a tuar sem um centroavante de referência.

- Temos que entrar e nos adaptar ao que o professor quer. Tenho que ganhar ritmo, e isso é só com os jogos. Penso que vou fazer muitos gols. Às vezes não tenho muita paciência, mas tenho que esperar que os gols vão sair - reforçou Jonathas.

O atacante voltou a atuar contra a Chapecoense e também entrou no segundo tempo do confronto com o Grêmio, no último sábado. O técnico Osmar Loss não descartou voltar a escalar o Corinthians com um atacante de referência. Além de Jonathas, o elenco conta com os centroavantes Roger e Matheus Matias.

Jonathas desabafa em "live" no Instagram

O atacante realizou no domingo uma transmissão ao vivo em seu Instagram e respondeu a perguntas de torcedores. Ele disse estar chateado com a fase vivida e falou que se sente um "perna de pau".

- Eu chego em casa e falo: "p..., que perna de pau! Estou irreconhecível". Mas isso aí faz parte, com o andar dos jogos, pegando ritmo, me sentindo mais à vontade, tudo vai dar certo - disse Jonathas.

- Ruim, perna de pau, estou me sentindo assim. Estou p... comigo mesmo, mas tenho que ter paciência, quando eu cheguei eu sabia que seria assim. A gente quer que as coisas aconteçam rápido, mas tem que ter tempo, é tudo na hora certa - acrescentou o atacante.