São Paulo x Corinthians Luan e Clayson

Clayson foi o melhor do Corinthians no primeiro jogo da final do Paulistão (Foto: Eduardo Carmim/Photo Premium) 

Ana Canhedo
14/04/2019
18:50
São Paulo (SP)

O Corinthians mostrou, mais uma vez, dificuldades para propor o jogo e apostou em um sistema defensivo sólido para sair zerado do Morumbi e decidir o título paulista em casa, na Arena. O Timão suportou a pressão do São Paulo fora de casa e agora precisa apenas de uma vitória simples em Itaquera para ser tricampeão estadual. 

O melhor da primeira etapa foi Clayson. Leve e veloz, o camisa 25 foi muito bem no um contra um e acertou praticamente todos os dribles executados pelo lado esquerdo do ataque. Com Antony enfiado no ataque e Hudson improvisado na lateral, o camisa 25 soube aproveitar os espaços pelo setor e deu bastante trabalho, pecando apenas na finalização.

O Timão, porém, seguiu com bastante dificuldade para propor o jogo. Ramiro se esforçou para tentar manter a posse de bola no primeio tempo, mas se complicou com a marcação são-paulina rondando a área de Tiago Volpi. O desafogo saiu mesmo dos pés de Clayson. Gustagol, porém, foi pouco acionado na área.

A dinâmica da etapa complementar não foi tão diferente. Sobretudo no que diz respeito aos problemas para conseguir criar. Com Jadson pouquíssimo inspirado (foi sacado de campo antes dos 30 minutos do segundo tempo para a entrada de Mateus Vital), a bola não rodou no meio-campo corintiano. O time apostou mais em jogadas pelas beiradas. Em uma delas, inclusive, Ramiro acertou um belo cruzamento enderaçado a Gustavo, que não alcançou.

Com o São Paulo precisando fazer o resultado no Morumbi, ao menos oito homens do Corinthians ficaram postados na defesa para proteger o gol de Cássio. Divididos em duas linhas de quatro, impediram o São Paulo de se aproximar. Hernanes foi o primeiro a conseguir quebrá-las, com chute de fora da área. Cássio estava lá para resolver.

Nenê e Everton Felipe foram outros dois com boas chances. O São Paulo passou a apostar em bolas alçadas à área para conseguir vencer a retranca do Corinthians. Luan e Hernanes, em outras duas chances, ainda tentaram, mas não conseguiram furar o bloqueio alvinegro.