LANCE!
14/04/2022
03:11
São Paulo (SP)

Capitão do título mundial do Corinthians, o colombiano Freddy Rincón faleceu na noite da última quarta-feira (13), na cidade de Cali – já madrugada de quinta-feira (14) no Brasil. O ex-jogador corintiano havia sofrido uma acidade de carro na última segunda-feira (11) e não resistiu aos ferimentos.

>> GALERIA: Veja momentos marcantes da carreira de Rincón

Minutos após a divulgação da morte de Rincón, pelo Hospital Clínica Imbanaco, onde o ex-jogador estava internado, o Timão utilizou das suas redes sociais para comunicar para a Fiel Torcida e lamentar a perda de um dos seus grande ídolo.

"É com muita tristeza que nos despedimos de um grande ídolo. Nosso capitão no primeiro título mundial, Freddy Rincón, faleceu na madrugada desta quinta-feira. Eternamente em nossos corações" escreveu o perfil oficial do Timão, fazendo menção a um trecho do hino do clube alvinegro.

A conta do Timão em espanhol escreveu 'gracias por todo, capitán', em forma de agradecimento por tudo o que o capitão corintiano fez pelo clube, e depois trouxe os números do ex-atleta pelo Corinthians, também fixando o tuíte no topo do perfil. 

Contratado em 1997 por 1,3 milhão de dólares, pagos ao Real Madrid, da Espanha, que detinha os direitos do jogador, Rincón chegou ao Timão dias antes de completar 31 anos. Logo na sua primeira temporada, aquele atleta que havia disputado duas Copas do Mundo como meia ofensivo, se tornou um volante marcado, mas que também combinava rara técnica com a bola nos pés.

Fez uma das maiores duplas da história corintiana, ao lado de Vampeta, também sendo um dos pilares de um Corinthians que conquistou o bicampeonato brasileiro, em 1998 e 1999, o Paulistão em 1999, e o Mundial de Clubes, em 2000.

Em 2004, Freddy interrompeu a sua aposentadoria de três para voltar a vestir a camisa alvinegra.

No total, Freddy Rincón fez 158 jogos e marcou 11 gols pelo Sport Club Corinthians Paulista.

Coincidentemente, horas antes a confirmação do falecimento de Rincón, o Timão recebeu na Neo Química Arena o Deportivo Cali, cidade no qual o meia sofreu o acidente que o tiraria a vida, mas também o impulsionou para o futebol, defendendo o América de Cali, entre 1990 e 1993.

Freddy Rincón - Corinthians - Luto
Rincón faleceu após acidente de carro (Foto: Acervo LANCE!)