Mirassol x Corinthians

Mosquito voltou de lesão e fez o gol da vitória do Corinthians (Foto: Agência Corinthians)

Fábio Lázaro
23/03/2021
23:09
São Paulo (SP)

No primeiro jogo fora de São Paulo na história do Campeonato Paulista, o Corinthians venceu o Mirassol por 1 a 0, pela quinta rodada da competição. O gol da vitória foi marcado por Gustavo Mosquito, aos 21 minutos do primeiro tempo, no primeiro jogo do atacante desde o seu retorno de um trauma no joelho, que o tirou de quatro partidas. 

Já nos acréscimos, o goleiro Cássio defendeu um pênalti cobrado por Fabrício, garantindo o triunfo corintiano. 

O jogo aconteceria no último fim de semana, mas o avanço dos casos de Covid-19 em São Paulo fez com que o Governo Estadual proibisse a realização dos jogos na Unidade de Federação, e a partida foi levada para a cidade fluminense nesta terça-feira (23).

Com os três pontos conquistados, o Timão manteve a invencibilidade no Paulista, com três vitórias e dois empates, e encerrou a sequência de jogos sem perder do Leão.

MIRASSOL DOMINA INÍCIO DO JOGO

Os primeiros 15 minutos de jogo em Volta Redonda foram de total domínio do Mirassol, que chegou a ter 60% da posse de bola e criou quatro grandes chances de perigo ao goleiro Cássio, dois deles nos primeiros cinco minutos, com o atacante Pedro Lucas aproveitando um buraco no lado direito defensivo corintiano e desperdiçando as oportunidades criadas: a primeira chutando para fora e a segunda parando no goleiro do Timão. 

QUEM NÃO FAZ TOMA

E como diria um dos mais antigos ditados do futebol brasileiro, o Leão de Alta Araraquarense que não foi às redes no início da partida viu o seu adversário abrir o placar. Aos 21 minutos do primeiro tempo, o Corinthians, que tinha dificuldades para trocar passes, iniciou o lance com um bom lançamento longo do volante Gabriel ao lateral-direito Fagner, que cruzou rasteiro para a entrada da grande área. Gustavo Mosquito, que voltou a jogar depois de quatro partidas afastado, se recuperando de um trauma no joelho, chegou batendo de primeiro e marcou. 

CORINTHIANS CONTROLA SEGUNDO TEMPO

Após o gol corintiano, a partida teve o seu ritmo diminuído. O Mirassol tinha mais a bola, mas o Timão sabia assumir o controle defensivo. 

Na etapa final, o Leão caiu muito de rendimento, enquanto o Corinthians aproveitou para ter a bola em seu campo de ataque. Aos oito minutos do segundo tempo, inclusive, o meia Ramiro quase ampliou o marcador, que encheu o pé na entrada da área e acertou a trave do goleiro Alex Muralha. 

CÁSSIO HERÓI

O goleiro corintiano já havia feito boas intervenções durante a partida. No primeiro tempo, o camisa 12 já havia feito uma grande defesa após crescer cara a cara com o atacante Pedro Lucas. Mas o grande ato do atleta foi nos acréscimos da partida, após o lateral-esquerdo Fábio Santos abrir o braço e tocar com o braço dentro da área, e o árbitro Vinicius Gonçalves Dias Araújo marcou pênalti. 

Na cobrança, Fabrício bateu a meia altura, no canto esquerdo, e Cássio fez boa defesa, garantindo a vitória mínima ao Timão, que manteve a invencibilidade no Paulistão. 

>> Confira a tabela do Campeonato Paulista e simule os próximos jogos

FICHA TÉCNICA
MIRASSOL 0 X 1 CORINTHIANS - 5ª RODADA DO CAMPEONATO PAULISTA


Estádio: Raulino de Oliveira, Volta Redonda (RJ)
Data e hora: 23 de março de 2021, às 21h
Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias Araújo (SP)
​Auxiliares: Daniel Luiz Marques (SP) e Luiz Alberto Andrini (SP)
Árbitro de vídeo: Luiz Flávio de Oliveira (SP)
Cartões amarelos: Neto Moura (Mirassol); Jemerson e Cauê (Corinthians)
Cartões vermelhos: -

GOL: 0-1 Gustavo Mosquito (21'/1T)

MIRASSOL: Alex Muralha; Daniel Borges, Danilo Boza, Raniê (Carlão, 37'/2T) e Moraes; Oyama; Diego Gonçalves (Lucas Silva, intervalo), Cássio Gabriel (27'/2T), Neto Moura (Rodolfo, 15'/2T) e Farício; Pedro Lucas (Ernandes, 18'/2T). Técnico: Eduardo Baptista

CORINTHIANS: Cássio; Fagner (Bruno Méndez, 31'/2T), Jemerson, Gil e Fábio Santos; Gabriel e Ramiro (Camacho, 31'/2T); Rodrigo Varanda (Cazares, 30'/2T), Otero e Gustavo Mosquito (Léo Natel, 18'/2T); Jô (Cauê, 18'/2T). Técnico: Vagner Mancini.