Fábio Lázaro
07/03/2021
11:56
São Paulo (SP)

Fim do jejum de vitória do Corinthians. Pela terceira rodada do Campeonato Paulista, o Timão, de virada, venceu a Ponte Preta por 2 a 1, na manhã deste domingo (7), na Neo Química Arena, em Itaquera. O triunfo foi o primeiro no Paulistão, onde o time de Parque São Jorge segue invicto após dois empates nas duas primeiras rodadas, e faz com que o time reencontre os três pontos depois de mais de um mês - o time não vencia desde o dia 3 de fevereiro e acumulava sete partidas sem vitórias. 

João Veras abriu o placar para a Macaca, aos 33 minutos de jogo, mas ainda no primeiro tempo Mateus Vital empatou o jogo, em chute na entrada da área, anotando o seu segundo tento no Estadual. A virada corintiana veio na etapa final, após Jô aproveitar o rebote de um pênalti que ele mesmo havia perdido. 

-> Confira a tabela completa do Campeonato Paulista

Líder do grupo A do Paulistão, com cinco pontos, o Timão volta a campo no próximo domingo (14), contra o São Caetano, no estádio Anacleto Campanela. Enquanto a Ponte, que ainda não venceu na competição, tem compromisso pela primeira fase da Copa do Brasil, na quinta-feira (11), contra o Gama, no Distrito Federal. 

Corinthians x Ponte Preta
Jô encerrou jejum depois de nove jogos (Foto: Agência Corinthians)

MUDANÇAS NO TIME TITULAR
O Corinthians começou o jogo com surpresas na escalação, as principais foram as escolhas por Luan como titular, após três meses, no meio-campo, e o garoto Antony começando um jogo pela primeira vez na carreira. Na linha defensiva, a ausência de laterais, já que três estiveram entre os 14 contaminados no surto de Covid-19 no qual o Timão foi atingido na última semana, quatro zagueiros, com João Victor improvisado na lateral-direita e Bruno Méndez na lateral-esquerda. 

PONTE LARGA NA FRENTE
Aos 26 minutos do primeiro tempo, o centroavante Paulo Sérgio, com dores, foi substituído para a entrada do garoto João Veras, de 20 anos. A entrada do jogador deu mais qualidade ofensiva nas investidas da Macaca, quase sempre pelo lado esquerdo. E foi no setor, e com a prata da casa, que a Ponte Preta abriu o placar cinco minutos após entrar em campo, aos 31 minutos de jogo. O atacante ganhou pelo alto do zagueiro corintiano Jemerson, que pediu falta, abriu o compasso na entrada da grande área e bateu no canto esquerdo de Matheus Donelli. 

EMPATE NO FIM DO PRIMEIRO TEMPO
Quase na saída para o intervalo o Corinthians conseguiu empatar o jogo após boa troca de passes pelo lado direito. O meia Mateus Vital arriscou na entrada da grande área e acertou o canto direito baixo do goleiro Luan. 

CHUVA E OTERO MUDAM O JOGO
Assim como no clássico contra o Palmeiras, na última quarta-feira (3), o Timão melhorou depois que uma forte chuva caiu em Itaquera, encharcando o gramado da Neo Química Arena. O técnico Vagner Mancini promoveu a entrada do venezuelano Otero, que começou a arriscar chutes e levar perigo à meta adversária. 

VIRADA ENCERRA JEJUM
Aos 32 minutos do segundo tempo, após uma disputa área, o atacante Pedrinho, da Ponte Preta, deu uma carga por trás do meia Mateus Vital, do Timão. Com alguns segundos de atraso, o árbitro Raphael Claus marcou pênalti, Na cobrança, Jô, que havia entrado no intervalo, bateu no canto esquerdo de Luan, que fez a defesa, mas no rebote o centroavante voltou a balançar as redes depois de nove jogos, dando a vitória ao Timão depois de sete partidas. 

EXPULSÃO DE CANTILLO
O Corinthians teve que jogar com um atleta a menos nos cinco minutos finais da partida, após o meia Cantillo pisar no tornozelo de Moisés aos 40 minutos do segundo tempo. A princípio, o árbitro, Raphael Claus, marcou a falta e não deu cartão, mas ao ser acionado pela arbitragem de vídeo foi até o monitor e deu o cartão vermelho ao jogador corintiano. 

TRAVE DA MACACA NO FIM
Atrás o placar e com um jogador a mais, a Ponte foi pra cima nos minutos finais e quase empatou o jogo. Aos 43 minutos do segundo tempo, Moisés chutou forte e cruzado, acertando a trave esquerda do goleiro Matheus Donelli. 

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 2 X 1 PONTE PRETA- 3ª RODADA DO PAULISTÃO


Estádio: Neo Química Arena, São Paulo (SP)
Data e hora: 7 de março de 2021, às 11h (horário de Brasília)
Árbitro: Raphael Claus (SP)
​Auxiliares: Marcelo Carvalho Van Gasse e Anderson José de Moraes Coelho
Árbitro de vídeo: José Cláudio Rocha Filho (SP)
Cartões amarelos: Antony e Bruno Méndez (Corinthians); Luizão (Ponte Preta)
Cartão vermelho: Cantillo (Corinthians)

GOLS: 0-1 João Veras (31'/1T); 1-1 Mateus Vital (46'/2T); 2-1 Jô (33'/2T)

CORINTHIANS: Matheus Donelli; Bruno Méndez, Jemerson, Gil e João Victor; Roni e Cantillo; Mateus Vital (Adson, 42'/2T), Luan (Araos, 41'/2T) e Rodrigo Varanda (Otero, 16'/2T); Antony (Jô, intervalo). Técnico: Vagner Mancini.

PONTE PRETA: Luan; Apodi, Ruan Renato, Luizão e Yuri; Dawhan, Vinicius Locatelli (Léo Naldi, intervalo) e Renan Mota (Papa Faye, 41'/2T); Pedrinho (Bruno Michel, 41'/2T), Paulo Sérgio (João Veras, 26'/1T) e Moisés. Técnico: Fábio Moreno