Bahia x Sport

(Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia)

Futebol Latino
04/10/2020
20:16
Salvador (BA)

Em situações opostas no Brasileirão, Bahia e Sport mediram forças na noite deste domingo (4), pela 13ª rodada da competição, no estádio Pituaçu, em Salvador.

Com gols marcados por Hernane e Marcão, a favor do Leão, e Saldanha, descontando para os donos da casa, a equipe pernambucana venceu pelo placar de 2 a 1, chegando aos 20 pontos, pulando para a 5ª colocação, e já mirando o duelo diante o Flamengo, quarta-feira (7). Já o time de Mano Menezes segue próximo ao Z4, na 16ª posição, com apenas 12 pontos somados, e terá o Vasco como rival na próxima rodada, no mesmo dia.

INÍCIO DE CONFRONTO COM PRESSÃO DO BAHIA

Jogando sob seus domínios a equipe do Bahia sabia da necessidade de conquistar um bom resultado para distanciar-se do Z4. Apostando em jogadas aéreas, o Tricolor não dava sossegado ao Sport na busca pelo seu tento, porém quem quase marcou foi o time pernambucano com Marcão, após cobrança de falta de Thiago Neves com direito a cabeçada, com perigo, do meia.

MARCAÇÃO FORTE DO TRICOLOR DIFICULTAVA PARA O SPORT

Na sequência o time da casa seguia melhor no jogo. Apesar dos poucos lances de perigo, a marcação alta impedia o Leão da Ilha conseguir chegar ao seu campo de ataque e, com isso, tentava encontrar espaços para chegar ao gol com Thiago Neves sendo o jogador mais acionado.

LEÃO CRESCE NOS MINUTOS FINAIS E ABRE O PLACAR

Após conseguiu controlar um pouco mais o jogo, a equipe do Sport passou a criar mais chances. Em uma primeira tentativa, Thiago Neves, após tabela com Patric, finalizou rasteiro contra o gol de Douglas, assustando o camisa 1 do Esquadrão.

Embalado pelo momento, a equipe pernambucana, minutos mais tarde, teve um pênalti a seu favor quando Patric acabou sendo derrubado por Juninho Capixaba. Na cobrança, Hernane, com categoria no canto esquerdo do arqueiro rival. 1 a 0.

MANO FAZ MUDANÇAS, MAS SPORT CONSEGUE AMPLIAR

Na volta para o segundo tempo, Clayson e Daniel entraram nos lugares de Marco Antônio e Ramires, respectivamente, visando melhorar o rendimento de sua equipe. Entretando, logo aos 8 minutos, Marcão, após cobrança de falta de Thiago Neves, o meia testou forte para marcar mais um para o time pernambucano. 2 a 0.

TRICOLOR CRIAVA, MAS NÃO CHEGAVA AO GOL

Atrás no marcador, o time da casa passou a pressionar o time do Sport na esperança de conseguiu descontar no marcador. Porém, mesmo com as boas chances criadas por Fessin, sendo essa dando trabalho ao goleiro Luan Polli, além de Gilberto, que, por sua vez, finalizou para outra vez o camisa 1 do Leão fazer bonita defesa, deixava os jogadores do Bahia lamentando a cada bola que teimava em não entrar.

SALDANHA CONSEGUE DESCONTAR EM SEGUIDA

Com a entrada de Saldanha no lugar de Nino Paraíba, o atacante mostrou que tem força ofensiva e animou o confronto. Aos 31 minutos, sozinho na área, cabeceou para marcar o primeiro tento do Esquadrão. 2 a 1.

BAHIA VAI PARA O TUDO OU NADA, MAS GOL DE EMPATE É ANULADO PELO VAR

Nos últimos minutos de jogo no estádio Pituaçu, a equipe de Mano partiu com tudo pra cima do adversário. Mesmo chegando com perigo como na chance de Clayson, foi aos 49 minutos que Gregore até conseguiu marcar, porém, ao consultar o VAR, a arbitragem acabou anulando o tento flagrando uma falta como toque de mão de Clayson na disputa com Marcão, deixando os jogadores do Bahia revoltados ao apito final.

FICHA TÉCNICA
BAHIA 1x2 SPORT

Local: Estádio Pituaçu, em Salvador (BA)
Data e hora: 04/10/2020 - 18h15 (horário de Brasília)
Árbitro: Rafael Traci (FIFA-SC)
Assistentes: Kléber Lucio Gil (FIFA-SC) e Helton Nunes (CBF-SC)
VAR: Heber Roberto Lopes (CBF-SC)
Cartões amarelos: Marquinhos, Luan Polli e Marcão (SPO) / Gilberto e Clayson (BAH)
Cartões vermelhos:
Gols: Hernane (aos 39'/1ºT) e Marcão (aos 8'/2ºT) (SPO) / Saldanha (aos 31'/2ºT)

BAHIA: Douglas; Nino Paraíba (Saldanha, aos 30'/2ºT), Ernando, Lucas Fonseca e Juninho Capixaba; Elias, Gregore, Eric Ramires (Daniel, no intervalo) e Élber (Fessin, aos 11'/2ºT); Gilberto e Marco Antônio (Clayson, no intervalo). Técnico: Mano Menezes.

SPORT: Luan Polli; Patric, Iago Maidana, Adryelson e Sander; Marcão, Ricardinho e Thiago Neves (Jonatan Gomez, aos 25'/2ºT); Lucas Mugni (Chico, aos 38'/2ºT), Marquinhos (Luciano Juba, aos 23'/2ºT) e Hernane (Leandro Barcia, aos 12'/2ºT). Jair Ventura.