Zé Ricardo - Botafogo

Zé Ricardo está no Botafogo há pouco mais de um mês, mas já viveu fortes emoções (Foto: Lazlo Dalfovo)

Felippe Rocha
16/09/2018
14:11
Rio de Janeiro (RJ)

Depois de três jogos sem vencer e uma semana para lá de tensa, o Botafogo superou o América-MG neste domingo, subiu na tabela vai para uma dupla de jogos em Salvador (BA) mais tranquilo. O técnico Zé Ricardo, então, valorizou o triunfo, que contou com mais de 25 mil torcedores no Estádio Nilton Santos. E pediu mais vezes um bom público na casa alvinegra.

- Fundamental a vitória. A gente sabia que não seria fácil. Os três pontos só viriam se fizéssemos bom jogo e tivéssemos competitividade alta,até porque enfrentamos equipe muito organizada. Desde já, parabéns ao Adílson. O América dificultou demais. No primeiro tempo, criamos muito. No segundo, pela questão emocional, o América estava tentando o empate e a gente tentando administrar, e o emocional pesou. A semana não foi fácil. As cobranças, deixamos claro, fazem parte. Pressão faz parte. Mas queríamos que as cobranças viessem com a apoio, como veio hoje - exaltou o treinador.

O próximo jogo do Glorioso no Estádio Nilton Santos é contra o São Paulo, no dia 30 deste mês de setembro. E embora cobre bom desempenho dos jogadores independentemente do tamanho do público presente, Zé Ricardo pediu que novamente haja arquibancadas cheias.

- Atuação não é um padrão. Devemos jogar bem com qualquer público. Mas a energia é outra. Desde a abertura de ingressos jogadores veem, percebem que vai ter publico, a gente vê eles se animando. O horário das 11 horas é bom, eu gosto. Às vezes, cai a produção no segundo tempo, mas a presença da torcida traz clima para melhorarmos rendimento e performance - entende o treinador.

Antes do jogo contra o Tricolor Paulista, o Alvinegro duela com o Bahia, nesta quinta-feira, pela Copa Sul-Americana. No domingo, o adversário é o Vitória, de volta ao Campeonato Brasileiro.