Botafogo x Palmeiras Barroca

Barroca não gostou da arbitragem do jogo no Mané Garrincha (Osvaldo Lima/Photo Premium/Lancepress!)

LANCE!
25/05/2019
19:16
Brasília (DF)

A equipe do Botafogo ficou mesmo na bronca com o árbitro Paulo Roberto Alves após a derrota para o Palmeiras, neste sábado, no Mané Garrincha. Além do pênalti marcado após consulta ao VAR, o grande número de cartões amarelos também foi motivo de reclamação. Foram onze no total, todos para o Botafogo. O técnico Eduardo Barroca relevou na coletiva após a partida que ele mesmo foi ameaçado de receber cartão.

- Eu não sou de reclamar de arbitragem, mas entendo que a forma que ele conduziu tirou o foco dos jogadores da partida. Inclusive comigo, a primeira vez que eu fui falar com ele, ele pegou o cartão e ficou me ameaçando. Entendo que as coisas devam ser desenvolvidas de uma outra forma. Hoje foi um dia atípico, que fique de lição para a gente não perder o foco. Nosso objetivo é pontuar e levar o Botafogo para o topo da tabela.

Além da arbitragem, Barroca também não gostou, é claro, da derrota por 1 a 0 em Brasília. Mas o treinador exaltou o empenho dos jogadores do Botafogo e citou a dura sequência de jogos que o Botafogo teve, com três jogos longe do Rio de Janeiro.

- Foi um jogo muito difícil, contra uma equipe que lidera a competição, uma equipe muito bem treinada. Evidente que eu não estou satisfeito com o resultado. O Botafogo vem de uma sequência extremamente desgastante. Lutamos e os jogadores se dedicaram para buscar o empate - disse o treinador, antes de desconversar sobre a opção da diretoria de levar o jogo contra o Palmeiras para Brasília:

- Sobre a possibilidade de trazer o jogo para cá, não sou a pessoa capacitada para falar já que não é uma coisa decidida por mim.

Agora, o Glorioso vai ter uma sequência de dois jogos no Nilton Santos. Primeiro, pela sul-Americana, contra o Sol de América, na quarta-feira. Depois, pelo Brasileiro, o Botafogo encara o Vasco.