Anderson Barros

Diretor de futebol quer manter sequência de Barroca à frente do time (Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)

LANCE!
27/09/2019
19:09
Rio de Janeiro (RJ)

O Botafogo vive uma temporada de altos e baixos em 2019. Após a Copa América, o time comandado por Eduardo Barroca não consegue ter a mesma regularidade de antes da pausa do Brasileirão para o torneio continental.  Ainda assim, Anderson Barros, diretor de futebol do Botafogo, se mostrou satisfeito com o trabalho feito pelo treinador e reforçou a importância de uma sequência de jogos para a realização de um bom trabalho, ao falar com jornalistas nesta sexta-feira, no Nilton Santos.  

- Barroca vem fazendo um trabalho muito positivo na nossa visão. Os números e o que a gente vem apresentando mostram isso. Tivemos em 2018 a experiência com quatro treinadores. Lógico que a equipe mostrou nos últimos jogos algum tipo de deficiência. Faz parte do processo. Esse ano já conseguimos um equilíbrio maior. Não tem por que ficar mudando de técnico. Futebol te obriga algumas vezes a tomar algumas decisões, mas a sequência é muito importante – disse o dirigente.

TABELA

> Veja a classificação e o simulador do Brasileirão clicando aqui

Sem reforços

Outro tema da conversa foi a ausência de reforços inscritos pelo Alvinegro no último dia do prazo para inscrição de novos atletas no Campeonato Brasileiro. O dirigente confirmou que o time permanece o mesmo nas 17 rodadas restantes do torneio nacional, em razão da crise financeira. O risco de não consegui arcar com os salários dos profissionais que estão na equipe falou mais alto e o clube optou pela prudência.

- Esse é o grupo. Nós temos hoje 33 atletas trabalhando - 29 de linha e quatro goleiros. Temos uma grande parte de atletas da base, até porque tivemos um número muito reduzido de contratações na temporada. Tudo isso em razão de entendermos a situação do clube, não tem como fugir. Não podemos deixar de honrar nossos compromissos básicos, não podíamos arriscar em contratações. Então a gente entendeu que, se não tivesse uma certeza absoluta de algo que viesse agregar ao grupo, a gente não faria - disse Anderson.

Barros também reforçou o compromisso do Alvinegro de encontrar soluções para a quitação total das dívidas com jogadores e funcionários.

– O Botafogo é grande o suficiente e capaz de superar, vai superar. Nosso compromisso com os atletas, hoje, está honrado até o mês de julho, mas já temos o mês de agosto e algumas outras pendências anteriores. Acredito que com o esforço do clube vamos conseguir uma solução para isso.

O Botafogo volta a campo na próxima segunda-feira, às 20h (de Brasília), quando visita o Fortaleza, no Castelão, pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro. O time é 11º colocado, com 27 pontos.