Júnior Chávare vai dirigir todas as categorias de base do Galo

Chavare estava no Galo desde 2019, ainda sob a gestão de Sérgio Sette Cãmara e Rui Costa, como diretor de futebol-(Reprodução)

Valinor Conteúdo
03/02/2021
14:12
Belo Horizonte

O Atlético-MG comunicou nesta quarta-feira, 3 de fevereiro, a rescisão contratual com o diretor das categorias de base, Júnior Chávare. Com a saída do responsável pelos times menores, o Galo consolida uma mudança intensa do seu departamento de futebol, que trocou a diretoria geral, de comunicação e outros cargos importantes do dia a dia do clube.

O encerramento do vínculo é consequência da mudança na administração do clube, que entendeu ser adequado promover alterações na base, assim como foram feitas no futebol profissional.

Chávare estava no clube desde 2019 e completa a mudança radical no futebol alvinegro, que mudou várias posições chave na equipe mineira. O ex-diretor enviou uma carta agradecendo o tempo no clube.

O Clube Atlético Mineiro agradece ao ex-diretor pelos serviços prestados, pelo profissionalismo e deseja-lhe sucesso nos futuros desafios.

CONFIRA A TABELA ATUALIZADA DA SÉRIE A  DO BRASILEIRÃO

Meu profundo agradecimento ao Clube Atlético Mineiro

Depois de 20 meses, chegou a hora de dizer adeus, ou um até breve, ao Clube Atlético Mineiro. O futebol é assim, de ciclos que se abrem e se fecham, e eu posso dizer, com propriedade, que meu sentimento é de satisfação em ter deixado um legado para aqueles que seguirão a caminhada daqui para frente.

Ao entrar pela porta da Cidade do Galo, em 21 de maio de 2019, eu sabia do desafio que era executar um trabalho de excelência em um dos departamentos de suma importância para o dia-a-dia do clube. E ao sair por essa mesma porta, despeço-me com a sensação de dever cumprido, com a felicidade e compromisso de ter colocado em prática um projeto desenvolvido a várias mãos, dividindo responsabilidades e colhendo frutos com uma equipe leal e profissional.

Não quero me estender sobre tudo o que foi planejado e executado, mas o projeto da base do Galo teve começo, meio e fim. Não me refiro apenas aos inúmeros títulos conquistados, entre eles a inédita taça do Brasileiro Sub-20, ou dos atletas que foram lapidados e já estão compondo a equipe principal e o time de transição.

Quero falar principalmente da postura de toda a diretoria, comissão técnica, funcionários e colaboradores durante a temporada 2020. Foi um ano atípico, totalmente diferente do que já vivemos na história da humanidade em razão da Covid-19. Tivemos que nos reinventar com o carro andando e entender o que seria feito com mais de 100 jovens das diferentes categorias amadoras, e creio que apesar de todas as dificuldades, desenvolvemos processos e metodologias de treinamento, assistência social e psicológica, e fomos referência no que se refere a esse trabalho com a base no Brasil.

A vida continua, e antes de encerrar essa carta, gostaria de deixar meu profundo respeito e gratidão aos inúmeros profissionais que estiveram comigo neste período de 1 ano e 8 meses; à massa atleticana, que teve paciência e esteve próxima entendendo e apoiando um propósito tão desafiador. Também gostaria de desejar sucesso e boa sorte aos novos gestores que assumiram o clube, entre eles, Sérgio Coelho e Rubens Menin, e agradecer a confiança e apoio do presidente Sérgio Sette Câmara e dos diretores executivos de futebol Rui Costa e Alexandre Mattos pelo período em que estivemos juntos.

Meu muito Obrigado.

Júnior Chávare