Madson faz esforço durante teste

Madson faz esforço durante teste (Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br)

Matheus Babo
09/01/2016
08:00
Rio de Janeiro (RJ)

A primeira semana de trabalhos da temporada em São Januário vai chegar ao fim amanhã. E antes de viajar para Pinheiral, local da pré-temporada, o grupo ainda vai realizar um treinamento no Rio de Janeiro na segunda-feira pela manhã. Nos quatro primeiros dias, os jogadores não encontraram nenhuma vez com a melhor amiga deles: a bola. Investindo cada vez mais na estrutura cientifíca, o Vasco vem fazendo uma séries de testes físico e médicos com os atletas antes de iniciar os trabalho em campo.

– O departamento de fisiologia nos passou alguns trabalhos aeróbicos e físicos para a gente fazer durante as férias. Mas o principal foi o descanso. Já fizemos exames de sangue, teste de urina, nível de esforço, desequilibrio muscular. Fiz tudo, graças a Deus está tudo certinho comigo. Agora é chegar em Pinheiral e iniciar os trabalhos com bola para dar sequência a temporada em 2016 – explicou o lateral-direito Madson, um dos jogadores do elenco que mais atuou em 2015.

O objetivo do departamento médico e de fisiologia do clube é não ter nenhuma lesão muscular em 2016. O chamado Projeto Lesão Zero, vem realizando testes que são utilizados na Europa e por jogadores da NBA. Quem vem comandando este trabalho é o gerente cientifício do clube, Alex Evangelista, que vem utilizando as redes sociais para mostrar como cada tipo de teste é realizado.

Nestes testes, o clube vem utilizando aparelhos como o cinesiógrafo, aparelho que avalia os movimentos da face e da força para diagnosticar preventivamente ações que causam danos a massa muscular. Após cada avaliação com o aparelho, é produzido um dispositivo intra oral para melhorar a força e a redução de lesões nos membros inferiores, os mais desgatados pelos jogadores.

Outro aparelho utilizado pelo departamento científico do Vasco foi a Termografia Infravermelha, que é uma ferramenta de manutenção que mostra a situação do músculo. Analisa o quanto ele está desgastado ou os estágios iniciais de inflamação.

A torcida vascaína espera que o projeto tenha sucesso e que ninguém se lesione em 2016.