icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
28/12/2013
13:00

Se tem um remédio que "cura a ressaca" pós-derrota na carreira de Anderson Silva é o nocaute. No último mês de julho, Chris Weidman chocou o mundo ao derrubar Anderson Silva. A derrota foi o primeiro nocaute sofrido por Spider em sua carreira, e o quinto revés em seu cartel no MMA. Até entrar no octógono para aquele UFC 162, o brasileiro estava invicto há sete anos.

Apesar de não estar acostumado com a derrota - foram apenas cinco em 38 lutas - Anderson Silva costuma se recuperar bem dos resultados negativos que sofreu na carreira. Todas as vezes em que Spider perdeu, o brasileiro se recuperou no compromisso seguinte com um nocaute.

A primeira derrota de Anderson na carreira foi em maio de 2000, quando perdeu por decisão unânime para Luiz Azeredo. Três meses depois, Spider nocauteou José Barreto, com um chute alto seguido de socos no adversário caído.

Após o episódio, o ex-campeão dos médios do Ultimate só voltou a perder em junho de 2003, ao ser finalizado por Daiju Takase, pelo extinto Pride. Novamente, o brasileiro se recuperou na luta seguinte, vencendo Waldir dos Anjos por nocaute técnico.

Um ano depois, também pelo Pride, Anderson foi finalizado por Ryo Chonan. Na ocasião, o japonês conseguiu realizar um movimento espetacular e encaixou uma chave de calcanhar no brasileiro, que logo desistiu do embate devido a uma lesão. No confronto seguinte, Spider nocauteou Jorge Rivera, pelo evento britânico Cage Rage.

A última derrota de Spider antes de perder para Chris Weidman foi por desqualificação. O brasileiro foi desclassificado por dar um chute ilegal em Yushin Okami, em janeiro de 2006. Três meses depois, Anderson conseguiu um dos nocautes mais famosos de sua carreira. Atuando pelo Cage Rage 16, Spider nocauteou Tony Fryklund com uma cotovelada, e iniciou uma sequência de 17 vitórias consecutivas.

Neste sábado, Anderson Silva tentará manter sua tradição de recuperar-se das derrotas com vitória por nocaute. O brasileiro encara Chris Weidman pelo UFC 168, que acontece em Las Vegas, em busca de retomar o cinturão da categoria peso-médio do Ultimate. O evento será transmitido ao vivo pelo canal Combate a partir das 21h30.

Confira as lutas do show:
Card principal
Chris Weidman x Anderson Silva
Ronda Rousey x Miesha Tate
Josh Barnett x Travis Browne
Jim Miller x Fabrício Morango
Dustin Poirier x Diego Brandão
Card preliminar
Chris Leben x Uriah Hall
Gleison Tibau x Michael Johnson
Dennis Siver x Manny Gamburyan
John Howard x Siyar Bahadurzada
William Patolino x Bobby Voelker
Robbie Peralta x Estevan Payan