icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
30/04/2014
11:05

O Paris Saint-Germain ainda não será punido por não se adequar às regras do Fair-Play financeiro, mas terá que tomar uma medida extrema - diminuir o valor do patrocínio recebido. De acordo com a Uefa, o valor que é repassado ao clube francês por uma empresa cuja dona é a mesma do time é alto demais.

Atualmente, o PSG recebe 207 milhões de euros (R$ 640,7 milhões) da Autoridade de Turismo do Qatar, que tem a mesma matriz do PSG, ou seja, o Governo do Qatar. Para a Uefa, esse valor não corresponde à realidade do mercado, de forma que seria um jeito de injetar dinheiro no time "maquiando" um patrocínio.

A entidade europeia ordena que desse valor seja subtraído 100 milhões de euros (R$ 309,5 milhões), segundo informa o jornal francês "Le Parisien". Essa será a única sanção em cima do PSG, de acordo com a publicação.