icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
27/11/2014
11:39

Joachim Löw vive dias considerados tranquilos à frente da Alemanha. Com contrato até 2016 e atual campeão mundial, o treinador iniciou a luta para adicionar mais um título a sua galeria de troféus: a Eurocopa, na qual a seleção está em segundo no grupo D das Eliminatórias, atrás da Polônia. Apesar de todo esse histórico, o técnico revelou ao 'Mundo Desportivo', da Espanha, o que pretende fazer após o seu vínculo. Engana-se, porém, quem pensa que o seu sonho seja em território germânico. Para surpresa, Löw revelou que deseja treinar a Fúria ou o Barcelona após a Alemanha.

De acordo com o jornal, o Barcelona sondou o treinador em 2013 para substituir Vilanova. O contato foi feito diretamente pelo dirigente ex-jogador dos culés, Andoni Zubizarreta. No entanto, Löw recusou para seguir com a seleção da Alemanha, o que viria a ser um acerto após a conquista da Copa do Mundo. O alemão mantém boa relação também com Vicente Del Bosque, técnico da Fúria. O estilo de jogo tiki taka dos espanhóis, que viria a ser coroado na Copa de 2010, foi às ruínas no mundial seguinte, mas mantém vestígios no esquema de jogo de Löw na Alemanha, que ficou claro no massacre sobre o Brasil por 7 a 1.

E MAIS
- Carrasco do Brasil em 2010, Sneijder entra mira de gigantes ingleses
- Crise no Barça? Neymar não gostou de ser reserva pela Liga dos Campeões
- Fifa divulga ranking e Alemanha segue na liderança; Brasil em sexto

Em 2010, a Espanha de Del Bosque eliminou a Alemanha de Löw nas semifinais, gol de Carles Puyol. O 'Mundo Desportivo' lembra da reação do técnico alemão, que cumprimentou todos da Fúria após a partida e teria dito ao comandante rival: 'Amanhã começamos a trabalhar para conquistar o Mundial em 2014'.