icons.title signature.placeholder Igor Siqueira e Thiago Correia
06/06/2014
13:09

Faltam seis dias para começar o Mundial, e nove para o início do torneio no Maracanã, palco da final. Mas o entorno do estádio já vive total clima de Copa do Mundo. Entre dezenas de idiomas e camisas de seleções, quem mais se destacava era "Maradona". O sósia Daniel González, que veio de Buenos Aires, não tem ingressos, e revelou que não é tão fanático assim, tanto que quer ver o Brasil campeão. Mesmo se for em cima da Argentina.

- Eu vejo muito sofrimento nesse país, miséria em vários lugares. A Argentina também não está muito bem, mas o povo brasileiro merece, mais do que ninguém, comemorar esse título - disse Daniel, que puxou a orelha de Alejandro Sabella, técnico da Argentina, por ter deixado Tevez de fora:

- Era para levar. O Agüero é um craque, mas há espaço para todos eles na seleção argentina.

'El Pibe' se exibe em frente à estátua do Bellini (Fotos: Thiago Correia)

E por falar nos hermanos, eles eram os mais presentes. Um conterrâneo do "Pibe vira-casaca" estava na subida da rampa do metrô com uma réplica do troféu da Copa do Mundo e liberando para fotografia. O preço: o quanto quiser. Sua missão é conseguir juntar dinheiro e comprar ingresso de última hora para o jogo entre Argentina e Bósnia, a estreia da seleção no Mundial, no próximo dia 15 de junho.