icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
24/08/2015
20:41

Henrique Almeida chegou ao Coritiba e em sua apresentação pediu algo que não vinha tendo no Botafogo: Sequência e oportunidades de jogar. Até agora, o atacante disputou quatro partidas e já assinalou três gols, sendo todos decisivos para garantirem duas vitórias - Palmeiras e Chapecoense. Com a boa fase da equipe, que conseguiu o terceiro triunfo consecutivo no Brasileiro e o faro de gol do artilheiro, o jogador comentou o que vem lhe ajudando a ter esse bom rendimento e sua relação com Ney Franco:

- O que vem me ajudando a fazer gol é o trabalho e a dedicação nos treinos. Isso influencia no jogo. Sobre o Ney, a relação é muito boa, saudável, com transparência. Ele confia em mim e eu nele, isso acaba refletindo dentro de campo - afirmou.

Henrique comentou ainda sobre sua inspiração para as partidas e tipo de música que prefere ouvir no dia dos jogos:

- Minha família e Deus são meus estímulos. As músicas, eu gosto de sertanejo, mas em especial Bruno e Marrone. Também curto ouvir gospel para dar aquela relaxada e meditada antes das partidas.

Henrique Almeida chegou ao Coritiba e em sua apresentação pediu algo que não vinha tendo no Botafogo: Sequência e oportunidades de jogar. Até agora, o atacante disputou quatro partidas e já assinalou três gols, sendo todos decisivos para garantirem duas vitórias - Palmeiras e Chapecoense. Com a boa fase da equipe, que conseguiu o terceiro triunfo consecutivo no Brasileiro e o faro de gol do artilheiro, o jogador comentou o que vem lhe ajudando a ter esse bom rendimento e sua relação com Ney Franco:

- O que vem me ajudando a fazer gol é o trabalho e a dedicação nos treinos. Isso influencia no jogo. Sobre o Ney, a relação é muito boa, saudável, com transparência. Ele confia em mim e eu nele, isso acaba refletindo dentro de campo - afirmou.

Henrique comentou ainda sobre sua inspiração para as partidas e tipo de música que prefere ouvir no dia dos jogos:

- Minha família e Deus são meus estímulos. As músicas, eu gosto de sertanejo, mas em especial Bruno e Marrone. Também curto ouvir gospel para dar aquela relaxada e meditada antes das partidas.