icons.title signature.placeholder Matheus Babo
06/06/2014
07:49

Única estreante na Copa do Mundo de 2014, a seleção da Bósnia tem um grande e famoso admirador no Brasil: o humorista Marcelo Adnet. Poliglota (sabe até cantar o hino bósnio), conhecedor do país e fã da história de luta da população, o botafoguense revelou ao LANCE!Net os motivos para escolher torcer pela Bósnia.

– Pela história do país e sua luta pela independência. Sua população foi massacrada entre 92 e 95 e a comunidade internacional ignorou o maior genocídio na Europa depois dos judeus. Ainda hoje o país é dividido em duas entidades, sendo, na minha opinião, a legitimação de um genocídio. Em 2010, passei algumas horas na cidade de Mostar e me apaixonei pelo povo, pela comida, pela língua e pela música. O único país de maioria muçulmana da Europa resistiu à extinção e hoje chega à sua primeira Copa – explicou Adnet.

Alguns fãs do humorista vêm fazendo uma campanha nas redes sociais para conseguir atrair ainda mais torcedores para os bósnios na competição. A hashtag #EssaCopaÉdaBósnia foi criada e tem sido muito utilizada por eles, principalmente no Twitter. Para o torcedor mais ilustre do país no Brasil, os motivos para os brasileiros simpatizarem com a Bósnia são vários.

– Por sua história sofrida, por ser a única estreante, por fazer seu primeiro jogo contra a Argentina e pelo futebol ofensivo. A equipe marcou 30 gols nas Eliminatórias – disse, ressaltando que só a participação no Mundial já é uma grande vitória para o país:

– Mesmo se não passar da primeira fase, esta Copa já é da Bósnia.



Com a Argentina como adversária na estreia, Adnet sabe que o caminho da Bósnia será complicado e aposta que a estreante em Copas chegará no máximo às quartas.

– Acho que ganhar da Argentina é praticamente impossível. No máximo até as quartas. Mas isso não importa, a importância política desta classificação para a Copa é o fato para ser comemorado. E a Sérvia não veio – disse.

CONHECEDOR DO ELENCO

Adnet também mostra que conhece bem os jogadores que defenderão a Bósnia na Copa do Mundo. E não foi só Dzeko, que joga pelo Manchester City, o lembrado.

– Dzeko é o destaque, mas Pjanic, Basic, Begovic, Hajrovic, Ibisevic são bons jogadores e podem surpreender – finalizou.

INGRESSOS GARANTIDOS

O fanatismo de Adnet pela seleção da Bósnia é tão grande que o humorista não se preocupou em garantir ingressos para nenhum jogo do Brasil na Copa do Mundo.  No entanto, os três jogos da Bósnia na primeira fase terão a presença certa dele.

– Tenho ingresso para os três jogos da Bósnia. E só. Torcerei e gritarei junto com a fanática torcida azul e amarela – disse.

A Bósnia encara a Argentina, no Maracanã; a Nigéria, na Arena Pantanal, em Cuiabá, e o Irã, na Fonte Nova, em Salvador.

Dzeko é a principal esperança da Bósnia na Copa do Mundo (Foto: Pierre Teyssot/ AFP)