icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
06/11/2013
19:34

O cenário já era totalmente favorável ao Atlético de Madrid nesta quarta-feira: jogava em casa contra o Austria Viena, e precisava apenas da vitória para garantir a classificação para as oitavas de final da Liga dos Campeões. Ela veio, e o time já até assegurou a liderança do Grupo G ao derrotar o time austríaco no Vicente Calderón por 4 a 0. Os brasileiros se destacaram. Diego Costa, Miranda e Filipe Luís marcaram.

Diego Costa voltou a ser um dos principais jogadores da equipe. O atacante é presença praticamente garantida na lista de Vicente del Bosque da seleção espanhola para os amistosos contra Guiné Equatorial e África do Sul. Ele deu o cruzamento para um gol, marcou outro, e no meio do caminho perdeu um pênalti. Na Champions, o Atlético garantiu os 12 pontos no Grupo G, enquanto o Austria tem só um. O Colchonero enfrenta o Zenit na próxima rodada, e o Porto na final. Os austríacos têm os mesmo adversários, mas na ordem inversa.

O JOGO

  
O Austria não conseguiu atacar
(Foto: Pierre-Philippe Marcou/ AFP)

Nos primeiros minutos, bem no início mesmo, o Austria tentou alguma pressão, marcar na frente, e surpreender o Atlético. Mas isso não durou nem cinco minutos, e rapidamente o time espanhol conseguiu o domínio do jogo e o primeiro gol. Logo aos 10, em escanteio, a bola passou por Raúl García, Ramsebner vacilou, e Miranda aproveitou para marcar.

A partir daí, o Austria já não conseguiu mais jogar, e apenas acompanhou o Atlético, querendo evitar um vexame. Diego Costa fez fila na área e quase fez, Murg até teve boa chance, que Courtois salvou, mas veio o segundo e o jogo ficou controlado. O brasileiro "quase espanhol" fez boa jogada pela lateral, no lado direito, cruzou de canhota na cabeça de Raúl García, que finalizou no cantinho.

O Atlético ainda ampliou no primeiro tempo. Juanfran recebeu livre na direita, cruzou para Adrián, que chutou fraco. O goleiro Lindner não conseguiu defender e colocou a bola nos pés de Filipe Luís, que atento, botou para dentro.

No segundo tempo, o Austria Viena colocou Hosiner e Suttner, dois jogadores ofensivos, e tentou atacar com mais força. Porém, o Atlético tem um time bem armado, e foram poucas as oportunidades do time visitante.

Enquanto isso, o Atlético, que levava sua classificação para casa, aproveitava para controlar o jogo, dar mais tempo de jogo para o jovem Óliver, e pouco aconteceu. Já na reta final, pênalti para o time de Madri, e Diego Costa perdeu. Cobrou no canto esquerdo de Lindner, que adiantou, o juiz não deu, mas adivinhou o canto. Depois disso, o atacante ficou com uma fome de gol, e criou várias chances, e acabou vindo. Óliver fez boa jogada, Raúl ajeitou, e foi só completar, com estilo. Boa goleada para dar mais moral e a vaga.

Miranda abriu o placar para o Atlético de Madrid (Foto: Pierre-Philippe Marcou/ AFP)

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO DE MADRID 4x0 AUSTRIA VIENA

Local: Estádio Vicente Calderón, Madri (ESP)
Data-hora: 06/11/2013, às 17h45 (de Brasília)
Árbitro: István Vad (HUN)
Auxiliares: Istvan Albert (HUN) e Vencel Tóth (HUN)

Gols: Miranda (10'/1ºT), Raúl García (24'/1ºT), Filipe Luís (45'/1ºT), Diego Costa (36'/2ºT)

Cartões amarelos: Ramsebner (AUS)
Cartões vermelhos:

ATLÉTICO DE MADRID: Courtois, Juanfran, Godín, Miranda e Filipe Luís; Tiago (Guilavogui, 10'/2ºT), Gabi, Koke (Crístian Rodríguez, 19'/2ºT) e Raúl García; Diego Costa e Adrián (Óliver, intervalo). Técnico: Diego Simeone
AUSTRIA VIENA: Lindner, Ortlechner, Ramsebner, Leovac, Koch; Holland, Šimkovic (Hosiner, 6'/2ºT), Mader (Dilaver, 22'/2ºT), Royer e Murg (Suttner, 6'/2ºT; Kienast. Técnico: Rene Poms