icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
20/08/2015
15:12

Um importante criminoso foi detido dentro da Vila Belmiro durante o clássico entre Santos e Corinthians, na Vila Belmiro, na última quarta-feira. Claudio Roberto Ferreira, conhecido como Galo, estava no meio da torcida visitante, no anel intermediário do estádio, quando foi flagrado. Segundo o Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais), ele ainda tentou fugir e quase se jogou de uma arquibancada de 10 metros de altura, mas acabou dominado.

Galo é condenado a 65 anos de prisão por um roubo a banco seguido de morte em Guarulhos, crimes cometidos em 2008. Na ocasião, três pessoas perderam a vida. Entre os mortos estava o maior líder em liberdade de uma facção criminosa, na época: Carlos Antônio da Silva, o Balengo. Outras 12 pessoas foram baleadas.

Integrantes da 5ª Patrimônio (Delegacia de Investigações sobre Roubo a Bancos) receberam a informação de que Galo, torcedor do Corinthians, estava no estádio, e a busca ocorreu durante a partida. A prisão foi realizada no segundo tempo do clássico, vencido por 2 a 0 pelo Peixe.

Segundo o Deic, ao invés do uniforme corintiano, Galo usava uma camiseta com a foto do personagem Toni Montana, interpretado pelo ator Al Pacino no filme Scarface. "A imagem é bem semelhante ao rosto do procurado", segundo a polícia.

O clássico da última quarta-feira teve registros de pequenas confusões, mas nenhuma briga entre torcidas.

Um importante criminoso foi detido dentro da Vila Belmiro durante o clássico entre Santos e Corinthians, na Vila Belmiro, na última quarta-feira. Claudio Roberto Ferreira, conhecido como Galo, estava no meio da torcida visitante, no anel intermediário do estádio, quando foi flagrado. Segundo o Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais), ele ainda tentou fugir e quase se jogou de uma arquibancada de 10 metros de altura, mas acabou dominado.

Galo é condenado a 65 anos de prisão por um roubo a banco seguido de morte em Guarulhos, crimes cometidos em 2008. Na ocasião, três pessoas perderam a vida. Entre os mortos estava o maior líder em liberdade de uma facção criminosa, na época: Carlos Antônio da Silva, o Balengo. Outras 12 pessoas foram baleadas.

Integrantes da 5ª Patrimônio (Delegacia de Investigações sobre Roubo a Bancos) receberam a informação de que Galo, torcedor do Corinthians, estava no estádio, e a busca ocorreu durante a partida. A prisão foi realizada no segundo tempo do clássico, vencido por 2 a 0 pelo Peixe.

Segundo o Deic, ao invés do uniforme corintiano, Galo usava uma camiseta com a foto do personagem Toni Montana, interpretado pelo ator Al Pacino no filme Scarface. "A imagem é bem semelhante ao rosto do procurado", segundo a polícia.

O clássico da última quarta-feira teve registros de pequenas confusões, mas nenhuma briga entre torcidas.