icons.title signature.placeholder Vinícius Perazzini
icons.title signature.placeholder Vinícius Perazzini
17/07/2013
08:19

Mesmo com Lucas gravemente contundido, com uma fratura no tornozelo esquerdo, e sem previsão de retorno aos campos, o Botafogo não pretende contratar um novo lateral-direito. A reportagem do LANCE!Net conversou com o vice-presidente de futebol do Alvinegro, Chico Fonseca, que afirmou confiar em Edílson e Gilberto para suprir a ausência do titular.

– O Botafogo estava preparado para esse tipo de problema desde o início do ano, quando montou um planejamento para ter no elenco três jogadores por setor. Temos Edílson e Gilberto, por que iríamos contratar outro lateral? Estamos bem servidos, eles estão à altura do Lucas. Então, não precisamos contratar – afirmou o dirigente.

Lucas sofreu a lesão no último domingo, contra o Grêmio, e foi substituído pelo jovem Gilberto, cria da base alvinegra. Aos 20 anos, a opção imediata para a lateral direita tem apenas oito jogos como profissional e precisará mostrar maturidade para se firmar na equipe neste Campeonato Brasileiro.

E MAIS
> Edílson se diz preparado para ser titular no Botafogo
> Gabriel garante que lesão de Lucas é mais um teste para elenco do Bota
> Nilton Severiano: Força, Luquinhas!
> Gilberto se diz preparado para ocupar vaga de Lucas no Botafogo
> Gilberto treina forte para substituir Lucas contra o Náutico 

Também de olho na vaga deixada por Lucas está Edílson, de 26 anos, que corre por fora. Vindo do Grêmio no início deste ano, o jogador ainda não conseguiu emplacar uma sequência de jogos pelo Botafogo e fez apenas cinco partidas com a camisa alvinegra. Jamais ameaçou o posto de titular de Lucas.

Confiante, porém, Chico Fonseca deixa claro que o elenco tem totais condições de superar os desfalques que vierem a surgir.

– Eles (Edílson e Gilberto) são realidade, não teremos problema algum. Lamento muito pela lesão do Lucas, que é um excelente jogador e uma grande pessoa. Inclusive, o Zé Roberto (autor do carrinho que lesionou Lucas) não teve culpa pela lesão. Isso faz parte do Brasileirão, que é longo, e o Botafogo estava preparado para esse tipo de situação há muito tempo, tendo no grupo dois jogadores de confiança.

Mesmo com Lucas gravemente contundido, com uma fratura no tornozelo esquerdo, e sem previsão de retorno aos campos, o Botafogo não pretende contratar um novo lateral-direito. A reportagem do LANCE!Net conversou com o vice-presidente de futebol do Alvinegro, Chico Fonseca, que afirmou confiar em Edílson e Gilberto para suprir a ausência do titular.

– O Botafogo estava preparado para esse tipo de problema desde o início do ano, quando montou um planejamento para ter no elenco três jogadores por setor. Temos Edílson e Gilberto, por que iríamos contratar outro lateral? Estamos bem servidos, eles estão à altura do Lucas. Então, não precisamos contratar – afirmou o dirigente.

Lucas sofreu a lesão no último domingo, contra o Grêmio, e foi substituído pelo jovem Gilberto, cria da base alvinegra. Aos 20 anos, a opção imediata para a lateral direita tem apenas oito jogos como profissional e precisará mostrar maturidade para se firmar na equipe neste Campeonato Brasileiro.

E MAIS
> Edílson se diz preparado para ser titular no Botafogo
> Gabriel garante que lesão de Lucas é mais um teste para elenco do Bota
> Nilton Severiano: Força, Luquinhas!
> Gilberto se diz preparado para ocupar vaga de Lucas no Botafogo
> Gilberto treina forte para substituir Lucas contra o Náutico 

Também de olho na vaga deixada por Lucas está Edílson, de 26 anos, que corre por fora. Vindo do Grêmio no início deste ano, o jogador ainda não conseguiu emplacar uma sequência de jogos pelo Botafogo e fez apenas cinco partidas com a camisa alvinegra. Jamais ameaçou o posto de titular de Lucas.

Confiante, porém, Chico Fonseca deixa claro que o elenco tem totais condições de superar os desfalques que vierem a surgir.

– Eles (Edílson e Gilberto) são realidade, não teremos problema algum. Lamento muito pela lesão do Lucas, que é um excelente jogador e uma grande pessoa. Inclusive, o Zé Roberto (autor do carrinho que lesionou Lucas) não teve culpa pela lesão. Isso faz parte do Brasileirão, que é longo, e o Botafogo estava preparado para esse tipo de situação há muito tempo, tendo no grupo dois jogadores de confiança.