icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
17/03/2014
11:59

O Comitê Olímpico Brasileiro (COB) realiza nas redes sociais uma campanha para obter recursos para prosseguir com o tratamento de Lais Souza, atleta que se acidentou enquanto praticava um treino de esqui para as Olimpíadas de Inverno de Sochi. Muitos nomes do esporte brasileiro estão aderindo, mas também questionando a falta de apoio e a necessidade de uma campanha para o tratamento da atleta.

"Força Lais!!!! Lamentável uma atleta olímpica não ter o apoio devido para o tratamento. Mas tenho certeza que nós vamos ajudar...", escreveu o levantador Bruninho, do Modena (ITA) e da Seleção Brasileira.

Outro atleta do vôlei que demonstrou insatisfação foi Sheilla, do Molico/Osasco. Após retornar da vitória por 3 a 0 sobre a Unilever, no Rio de Janeiro, ela protestou nas redes sociais.

"Acabamos de pousar em São Paulo e nos deparamos com uma noticia absurda! Lais Souza terá que pagar o tratamento dela!!! Chocante! Vamos ajudá-la!", escreveu a jogadora, que depois ainda disse estar "revoltada" com a falta de apoio a Lais.

O líbero Serginho, o "Escadinha", do Sesi-SP, foi outro que questionou nas redes sociais a falta de apoio para Lais. O atleta se mostrou "revoltado" com o fato de ela ter "que pagar pelo tratamento".

Ao LANCE!Net, o superintendente do COB, Marcus Vinícius Freire, explicou que o tratamento e as despesas de Lais seguem "sob a proteção do COB e dos seguros contratados pelo COB e pela CBDN (Confederação Brasileira de Desportos na Neve)". Ele ainda lembrou que o comitê assumiu todas as ações mesmo após a atleta ter se acidentado em uma data em que "não participava de nenhuma delegação do COB, eliminatória ou classificatória para os Jogos Olímpicos".

As doações para o tratamento de Lais podem ser efetuadas através de depósito em conta bancária. As informações aparecem em uma página criada no Facebook.