icons.title signature.placeholder Lucas Faraldo e Rodrigo Vessoni
22/11/2014
07:01

A equipe mais Robin Hood do Brasileirão tem a chance de acertar a flechada no último alvo importante que lhe falta na competição. Na noite deste domingo, diante de sua torcida, em Itaquera, o Corinthians pode fechar o ciclo de vitórias sobre os melhores. Dos melhores colocados – acima dos 60 pontos –, o Grêmio é o único que ainda não sentiu gosto amargo da derrota diante do Timão.

Cássio, Ralf, Guerrero & Cia. conquistaram os seis pontos diante do líder Cruzeiro, com dois triunfos pelo placar mínimo (Canindé e Mineirão). Os mineiros estão dez pontos à frente na tabela de classificação.

Contra o São Paulo foram quatro pontos conquistados, sendo um na Arena Barueri, com mando do rival, que não pôde atuar no Morumbi, e mais três na Arena Corinthians, de virada, por 3 a 2. Neste momento, o Tricolor está três pontos à frente, ocupando a vice-liderança do BR-14.

Já o Atlético-MG, que tem dois pontos a menos que o Timão e ocupa a quarta colocação, segurou um empate sem gols em Uberlândia, no primeiro turno, mas sucumbiu em Itaquera, ao perder por 1 a 0 (Petros).

O Internacional é outro que já foi abatido pela flecha da equipe mais Robin Hood do Brasileirão. Em Itaquera, dois gols relâmpagos (Guerrero e Fagner) e triunfo por 2 a 1. No segundo turno, no Beira-Rio, mesmo placar e novamente a favor do Corinthians, com gols de Guerrero e Gil.

Quatro dos melhores da competição sucumbiram diante do Corinthians, que atualmente ocupa a terceira posição. Entre aqueles que têm mais de 60 pontos, resta um. O Grêmio, adversário de amanhã à noite. No primeiro turno, o Tricolor gaúcho viu a equipe de Mano Menezes criar inúmeras chances, mas fez dois gols em apenas três minutos após o intervalo e segurou a vitória até o fim. Chegou a vez de Felipão & Cia.

JÁ CONTRA OS PIORES...

A brincadeira que remete o Corinthians ao Robin Hood está relacionada ao desempenho da equipe contra os piores do Brasileirão. Se na fábula o personagem rouba dinheiro dos ricos para dar aos pobres, o Timão foi acusado de fazer o mesmo na disputa. Ao mesmo tempo que roubou pontos dos melhores, como foi dito acima, a equipe de Mano Menezes perdeu quatro pontos para o Botafogo, dois para o Bahia, seis para o Figueirense, dois para o Criciúma, dois para a Chapecoense, entre outros.

RELEMBRE AS VITÓRIAS SOBRE OS TIMES DO PELOTÃO DE FRENTE

Cruzeiro: O Corinthians venceu os dois duelos que fez contra o líder do Campeonato Brasileiro. No Canindé, pelo 1º turno, Guerrero decidiu após falha de Fábio, que deixou a bola passar por cima do seu corpo. No Mineirão, com um desempenho tático perfeito, Luciano saiu do banco para fazer o gol do triunfo em Belo Horizonte.

São Paulo: Contra o rival, Timão somou quatro pontos no Brasileirão. No 1º turno, um empate na Arena Barueri, por 1 a 1 (São Paulo não pôde atuar em casa). No 2º turno, o Corinthians venceu por 3 a 2, em Itaquera, com gols de Fábio Santos (dois por meio de pênalti) e de Paolo Guerrero.

Atlético-MG: Ao contrário da Copa do Brasil, que teve uma vitória para cada lado (Galo passou de fase no critério de gols marcados), o Brasileirão-14 teve supremacia do Corinthians, com um empate sem gols na cidade de Uberlândia e uma vitória em Itaquera, por 1 a 0, com gol de Petros na Arena, em Itaquera.

Internacional: Colorados não foram páreo para o Timão na competição nacional. No primeiro turno, em Itaquera, vitória por 2 a 1, com gols de Paolo Guerrero e Fagner (Wincki descontou). No Beira-Rio, no último dia 19 de outubro, outro triunfo da equipe de Mano Menezes. E mais uma vez por 2 a 1, com gols de Guerrero e Gil.

São Paulo: Contra o rival, Timão somou quatro pontos no Brasileirão. No 1 turno, um empate na Arena Barueri, por 1 a 1 (São Paulo não pôde atuar em casa). No 2 turno, o Corinthians venceu por 3 a 2, em Itaquera, com gols de Fábio Santos (dois por meio de pênalti) e de Paolo Guerrero.