icons.title signature.placeholder Francisco Loureiro e Marcio Porto
17/04/2014
09:10

Depois de guardar a sete chaves o nome daqueles que vão trabalhar ao seu lado no São Paulo, o presidente recém-eleito Carlos Miguel Aidar disse que pretende definir o departamento de futebol até o próximo domingo. A data é a mesma do duelo contra o Botafogo, pela estreia no Campeonato Brasileiro.

Aidar não anunciou nomes, mas deu a entender que trocará toda diretoria de futebol. Assim, o vice-presidente João Paulo de Jesus Lopes e o diretor Rubens Moreno não devem permanecer.

- Esqueci de avisar no meu discurso para que os diretores fiquem no cargo até que eu os substitua - explicou o presidente.

Apesar de não revelar nomes para controlar o futebol, o conselheiro Ataíde Gil Guerreiro é o favorito para ser o vice-presidente de futebol, cargo maior do departamento.

Guerrero foi durante muito tempo representante do São Paulo na Federação Paulista de Futebol. Deixou de ser em 2008, revoltado com o episódio dos ingressos para o show da cantora Madonna.

Ele também foi figura central no processo que culminou no rompimento de Flamengo e Corinthians do Clube dos 13, no processo que gerou a negociação direta dos direitos de transmissão de TV com a Globo e o aumento das verbas.

Além de João Paulo de Jesus Lopes e Rubens Moreno, o departamento de futebol ainda conta com o gerente executivo Gustavo Vieira. O cargo dele, no entanto, é remunerado.

Aidar não falou da situação do sobrinho de Raí. Mas adiantou que Roberto Natel, antigo vice-presidente social, será seu vice-presidente geral. E revelou o desejo de criar duas diretorias, comercial e institucional.