Elina Svitolina - Fed Cup

Divulgação: Fed Cup

LANCE!
21/10/2016
17:07

A ucraniana Elina Svitolina, 15ª do ranking da WTA, concedeu sua entrevista coletiva em Moscou emocionada, não apenas em virtude da dura derrota de virada para a local Svetlana Kuznetsova na semifinal, mas sim por relatar as ameaças que sofreu ali.

De acordo com o jornalista russo Dmitry Shakhov, a ucraniana disparou "Foi um torneio muito difícil e eu não penso em voltar. Nunca tive esta pressão em mim. recebi muitas mensagens ruins. E ainda mais antes do jogo. Foram ameaças. A pessoa que está cuidando dessa parte não pode excluir tudo".

"Todas nós recebemos mensagens", continuou a tenista. "Mas estas foram diferentes. Foram desde o inicio (do torneio) Eles diziam até que sabiam em que hotel eu estava", relatou a ex-número um do mundo juvenil.

"Obviamente nos conectamos com as autoridades, mas não tenho muito o que fazer. Sou uma jogadora de tênis, que tenta vencer jogos", finalizou ela quase chorando de acordo com o jornalista russo.

Shakhov conversou com os representantes da WTA presentes em Moscou e foi informado, que apesar de ser madrugada em Cingapura, onde está a cúpula e direção da associação, mas que certamente o caso será investigado.

Vale lembrar, que assim como Sergiy Stakohvsky, Svitolina posicionou-se publicamente a favor da filiação da Ucrânia à União Europeia, enquanto a Rússia apoia, inclusive belicamente, com os separatistas ucranianos pró-Rússia, num ideário oposto ao da União Europeia.