icons.title signature.placeholder TÊNIS NEWS
icons.title signature.placeholder TÊNIS NEWS
22/08/2015
17:06

Foi dramático, no sufoco, mas Novak Djokovic  confirmou o favoritismo diante de Alexandr Dolgopolov e assegurou sua vaga na final do Masters 1000 de Cincinnati, nos Estados Unidos, único torneio da categoria que o sérvio ainda não conquistou.



O atual número um do mundo precisou de 2h20min para superar o qualifier e 66º colocado no ranking por dois sets a um, de virada, com parciais de 4/6 7/6 (7/5) 6/2.

Djokovic disputará, neste domingo sua quinta final em Cincinnati, o único torneio da série Masters 1000  que ele ainda não venceu. Se conquistar o título, o sérvio se tornará o primeiro tenista da história a conquistar o 'Career Golden Masters'. Seu rival sai do duelo entre Roger Federer e Andy Murray.

Djokovic jogou abaixo do esperado e sofreu com o jogo 'kamikaze' de Dolgopolov que partiu para cima arriscando tudo. Ele procurou deslocar o rival no fundo o tempo todo pressioando no fundo de quadra. Ao todo foram 14 winners e 40 erros não-forçados de Nole contra 36 bolas vencedoras e 55 equívocos do ucraniano na partida.

No primeiro set, Dolgo quebrou no terceiro game abrindo 3/1, mas Djokovic devolveu logo em em seguida quebrando de zero no sexto game e fazendo 3/3. O ucraniano então não se abateu, devolveu a quebra de zero logo a seguir, abriu 5/3 e administrou a vantagem no finzinho fechando com um ace, 6/4.

Na segunda etapa, Djokovic começou mal, salvando break-points, e no quinto game pediu o fisioterapeuta em quadra para tratar de um incômodo no abdômen. O sérvio então sustentou o saque e quebrou no oitavo game após game ruim de Dolgo e sacou pro set com 5/3, mas o ucraniano quebrou de zero, empatou e levou a parcial no tie-break. Nole correu atrás o tempo todo no desempate, saiu com 0-3 e viu o rival ter 5-4 e dois saques, mas contou com erros do oponente para virar e partiu para cima no set-point fechando com winner de direita, 7/6 (7/5).

Na terceira parcial, a cabeça de Dolgo foi para o espaço. Ele confirmou salvando breaks no primeiro game, mas foi quebrado no terceiro e quinto games e viu Djokovic abrir 5/1. O ucraniano tentou esfriar o jogo pedindo atendimento para uma lesão no pé, mas o sérvio foi firme e liquidou a partida com 6/2.

Foi dramático, no sufoco, mas Novak Djokovic  confirmou o favoritismo diante de Alexandr Dolgopolov e assegurou sua vaga na final do Masters 1000 de Cincinnati, nos Estados Unidos, único torneio da categoria que o sérvio ainda não conquistou.



O atual número um do mundo precisou de 2h20min para superar o qualifier e 66º colocado no ranking por dois sets a um, de virada, com parciais de 4/6 7/6 (7/5) 6/2.

Djokovic disputará, neste domingo sua quinta final em Cincinnati, o único torneio da série Masters 1000  que ele ainda não venceu. Se conquistar o título, o sérvio se tornará o primeiro tenista da história a conquistar o 'Career Golden Masters'. Seu rival sai do duelo entre Roger Federer e Andy Murray.

Djokovic jogou abaixo do esperado e sofreu com o jogo 'kamikaze' de Dolgopolov que partiu para cima arriscando tudo. Ele procurou deslocar o rival no fundo o tempo todo pressioando no fundo de quadra. Ao todo foram 14 winners e 40 erros não-forçados de Nole contra 36 bolas vencedoras e 55 equívocos do ucraniano na partida.

No primeiro set, Dolgo quebrou no terceiro game abrindo 3/1, mas Djokovic devolveu logo em em seguida quebrando de zero no sexto game e fazendo 3/3. O ucraniano então não se abateu, devolveu a quebra de zero logo a seguir, abriu 5/3 e administrou a vantagem no finzinho fechando com um ace, 6/4.

Na segunda etapa, Djokovic começou mal, salvando break-points, e no quinto game pediu o fisioterapeuta em quadra para tratar de um incômodo no abdômen. O sérvio então sustentou o saque e quebrou no oitavo game após game ruim de Dolgo e sacou pro set com 5/3, mas o ucraniano quebrou de zero, empatou e levou a parcial no tie-break. Nole correu atrás o tempo todo no desempate, saiu com 0-3 e viu o rival ter 5-4 e dois saques, mas contou com erros do oponente para virar e partiu para cima no set-point fechando com winner de direita, 7/6 (7/5).

Na terceira parcial, a cabeça de Dolgo foi para o espaço. Ele confirmou salvando breaks no primeiro game, mas foi quebrado no terceiro e quinto games e viu Djokovic abrir 5/1. O ucraniano tentou esfriar o jogo pedindo atendimento para uma lesão no pé, mas o sérvio foi firme e liquidou a partida com 6/2.