Neymar (Foto: Mowa Press)

Neymar não estará na Copa América (Foto: Mowa Press)

Igor Siqueira
25/04/2016
18:35
Rio de Janeiro (RJ)

O coordenador de seleções da CBF, Gilmar Rinaldi, admitiu que ter Neymar tanto na Copa América quanto na Rio-2016 seria mesmo uma coisa complicada, pela exigência física que recairia sobre o jogador do Barcelona. Então, o jeito foi se conformar em contar com o craque apenas nos Jogos Olímpicos.

- Neymar sempre vai querer jogar, isso é muito bom, mas temos que convir que iria ficar um pouco puxado. A temporada foi difícil. Ele teria 21 dias só de férias. Ele é um jogador que tem um custo elevado e temos que respeitar isso - disse Gilmar nesta segunda-feira, acrescentando:

´- Tentei até o último minuto, conversei com o staff do Barcelona. Recebemos uma carta. O presidente colocou as razões. Tivemos um bom senso e um consenso. Sobre não ter ele, eu não tenho medo de jogar. Por isso foi decidido. A carta seria respondida mais adiante, mas tomamos a decisão, me reuni com o presidente e achamos o que era melhor para todos.

Dunga, por sua vez, preferiu economizar nas palavras para comentar o assunto Neymar.

- É uma decisão que já está tomada. Então, não adianta lamentar. Temos que montar uma equipe para jogar - afirmou o treinador, que não quis antecipar sobre como vai montar a convocação a ser feita na quinta-feira da próxima semana.

Sem Neymar, o Brasil vai enfrentar Equador, Haiti e Peru na primeira fase da Copa América Centenário.