Rogério Minotouro (FOTO: Divulgação)

Rogério Minotouro (FOTO: Divulgação)

LANCE!
20/02/2016
14:50
Rio de Janeiro (RJ)

Rogério Minotouro teve nesta semana seu próximo desafio anunciado pelo UFC. O líder da Team Nogueira enfrentará o norte-americano Patrick Cummins, no dia 14 de maio, no mesmo card que abrigará os duelos entre Fabricio Werdum x Stipe Miocic e Ronaldo Jacaré x Vitor Belfort. A edição será realizada no Brasil, em cidade ainda a ser definida pela organização presidida por Dana White. Em sua última apresentação no Ultimate, Rogério acabou derrotado em um combate de resultado controverso pelo seu compatriota Maurício Shogun, no UFC 190, em agosto de 2015. A revanche, que levantou o público presente na HSBC Arena, no Rio de Janeiro, foi premiada com o bônus de luta da noite.

Minotouro comemora o fato de poder lutar novamente em terras brasileiras, o confronto diante de Shogun foi sua estreia no país pelo UFC. Anteriormente, sua última apresentação no Brasil havia sido pelo Jungle Fight 14, em 2009, no Ceará, quando derrotou Dion Staring.

- Estou muito feliz por estar voltando a lutar no Brasil, essa será apenas a minha segunda luta pelo UFC no país e a expectativa está enorme. Gostei da forma como eu reagi na minha estreia pelo Ultimate no meu país e estou confiante para mais este duro combate. O Cummins é um ótimo oponente e vem fazendo grandes lutas na categoria, vai ser um verdadeiro desafio para mim - disse o meio-pesado.

Atento ao excelente wrestling de Patrick Cummins, Rogério vem intensificando os treinos de luta olímpica. Porém, o irmão gêmeo de Rodrigo Minotauro diz não temer as armas de seu oponente, usando as vitórias sobre Rashad Evans e Tito Ortiz, também wrestlers de ponta, como exemplo.

- Ele tem um jogo de quedas muito bom, por isso tenho dando grande ênfase aos treinos de wrestling. Esse duelo será um jogo de xadrez, tenho certeza que ele virá com uma estratégia muito bem montada, por isso tenho estudado bastante o jogo dele e preparando algumas surpresas para contra-atacar. Estou mais do que acostumado a enfrentar lutadores com características similares ao do Cummins, como o Rashad e o Tito. Vou dar o meu melhor e chegarei muito bem preparado - concluiu.