icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
20/08/2015
20:52

Com o árbitro Elmo Alves Resende Cunha tendo protagonismo graças a lances "diferentes", o Internacional encaminhou sua classificação na Copa do Brasil. Com gols de Vitinho e Valdívia, o Colorado, que teve uma atuação segura, derrotou o Ituano por 2 a 0, na noite desta quarta, no Beira-Rio, no duelo da ida das oitavas de final da competição. Foi o primeiro triunfo de Argel Fucks em sua trajetória no comando da equipe – havia estreado no 0 a 0 com o Cruzeiro, pelo Brasileirão.

Para avançar às quartas de final da Copa do Brasil, o Inter, que estreou na competição por ter participado da Libertadores no primeiro semestre, pode até ser derrotado por um gol de diferença na próxima quinta, no Novelli Júnior, em Itu. Revés por dois gols de diferença, desde que o Colorado marque ao menos um gol, também garante o Inter na próxima fase. Já a equipe de Itu precisa de uma vitória por três gols de diferença. Novo 2 a 0, desta vez para a equipe do presidente Juninho Paulista, garantirá disputa de pênaltis.

E MAIS:
> TEMPO REAL: Veja como foi, lance a lance, o duelo no Beira-Rio
> TABELA: Os detalhes das oitavas de final da Copa do Brasil 

ÁRBITRO DESTAQUE E INTER EM VANTAGEM

Diante de um rival que não disputa nem mesmo a Série D, mas tem 100% de aproveitamento na Copa Paulista – competição que garante ao campeão vaga na Copa do Brasil do ano que vem –, o Internacional tomou para si as rédeas da partida desde os primeiros minutos. Mas faltou, em um primeiro momento, inspiração aos comandados de Argel Fucks na missão de transpor a marcação eficaz exercida pelo adversário. 

Para abrir o placar no Beira-Rio, o Inter contou com a estrela de Vitinho. Estrela que apareceu após o árbitro Elmo Alves Resende Cunha chamar a atenção por um feito fora de sua alçada. Após roubada de bola do Inter, Rodrigo Dourado acabou derrubando Elmo Resende, para delírio dos torcedores. Vitinho avançou, finalizou com força e sem chance de defesa para Fábio após desvio em Leo, aos 14.

O Inter tratou de ampliar logo aos 17. Ewerton saiu jogando sem a precisão necessária, Vitinho foi ágil e serviu Valdívia, que finalizou buscando o canto esquerdo do goleiro rival. Elmo Resende seria protagonista novamente aos 25, após mostrar cartão amarelo para Vitinho e, logo na sequência, o vermelho. O camisa 21 foi confundido com Geferson, que já tinha sido advertido. Segundos depois, o árbitro percebeu o erro. Em boa vantagem, o Inter controlou o adversário até o intervalo. Sem poder contar com o atacante Ronaldo, artilheiro da Copa do Brasil, o Ituano deixou a desejar ofensivamente.

BOLA NO TRAVESSÃO, INTER SUPERIOR, MAS NADA DE GOLS

O Internacional, já com Zé Mário na vaga de Geferson, voltou disposto a sacramentar a vitória. Valdívia, um dos melhores em campo, chamou a responsabilidade para si ao receber de D'Alessandro e finalizar no travessão. Diante de um adversário sem inspiração no setor de criação e, consequentemente, força ofensiva, o Colorado seguiu tendo mais posse de bola e volume de jogo.

Com o passar dos minutos, o ímpeto colorado foi diminuindo. O Ituano, mesmo com as alterações, não mostrou força para buscar ao menos um gol e melhorar de situação para o jogo da volta. As ausências de Calyton e Ronaldo, ambos suspensos, pesou para o time de Itu. Aos 43, o Inter voltou a pressionar e fez por merecer o terceiro. Lançamento de D'Alessandro, passe de Lisandro e finalização, de primeira, de Alex. A bola, caprichosamente, passou à direita de Fábio. Seguro e sem ser ameaçado, o Inter se aproximou da classificação na Copa do Brasil. 

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL 2 X 0 ITUANO

Local: Beira-Rio, Porto Alegre (RS)
Data-hora: 21/8/2015 – 19h
Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha (GO)
Auxiliares: Márcio Eustáquio S. Santiago (MG) e Daniel Henrique da Silva Andrade (DF)
Público/Renda: 24.283 pagantes/27.349 presentes/R$ 340.490,00
Cartões amarelos: Geferson e Vitinho (INT); Dick, João Paulo, Zambi e Bassani (ITU) 
Cartões vermelhos: Não houve.

Gols: Vitinho, 14'/1ºT (1-0) e Valdívia, 17'/1ºT(2-0).

INTERNACIONAL: Alisson; William, Paulão, Ernando e Geferson (Zé Mário, Intervalo); Rodrigo Dourado, Nilton, D'Alessandro e Valdívia (Lisandro López, 21'/2ºT); Eduardo Sasha (Alex, 36'/2ºT) e Vitinho – Técnico: Argel Fucks.

ITUANO: Fábio; Dick, Naylhor, Leo e João Paulo; Jonatan Lima, Ewerton (Gercimar, 37'/2ºT), Cristian e Claudinho; Marcão (Bassani, 25'/2ºT) e Zambi (Guilherme, 31'/2ºT) – Técnico: Tarcísio Pugliesi.

Com o árbitro Elmo Alves Resende Cunha tendo protagonismo graças a lances "diferentes", o Internacional encaminhou sua classificação na Copa do Brasil. Com gols de Vitinho e Valdívia, o Colorado, que teve uma atuação segura, derrotou o Ituano por 2 a 0, na noite desta quarta, no Beira-Rio, no duelo da ida das oitavas de final da competição. Foi o primeiro triunfo de Argel Fucks em sua trajetória no comando da equipe – havia estreado no 0 a 0 com o Cruzeiro, pelo Brasileirão.

Para avançar às quartas de final da Copa do Brasil, o Inter, que estreou na competição por ter participado da Libertadores no primeiro semestre, pode até ser derrotado por um gol de diferença na próxima quinta, no Novelli Júnior, em Itu. Revés por dois gols de diferença, desde que o Colorado marque ao menos um gol, também garante o Inter na próxima fase. Já a equipe de Itu precisa de uma vitória por três gols de diferença. Novo 2 a 0, desta vez para a equipe do presidente Juninho Paulista, garantirá disputa de pênaltis.

E MAIS:
> TEMPO REAL: Veja como foi, lance a lance, o duelo no Beira-Rio
> TABELA: Os detalhes das oitavas de final da Copa do Brasil 

ÁRBITRO DESTAQUE E INTER EM VANTAGEM

Diante de um rival que não disputa nem mesmo a Série D, mas tem 100% de aproveitamento na Copa Paulista – competição que garante ao campeão vaga na Copa do Brasil do ano que vem –, o Internacional tomou para si as rédeas da partida desde os primeiros minutos. Mas faltou, em um primeiro momento, inspiração aos comandados de Argel Fucks na missão de transpor a marcação eficaz exercida pelo adversário. 

Para abrir o placar no Beira-Rio, o Inter contou com a estrela de Vitinho. Estrela que apareceu após o árbitro Elmo Alves Resende Cunha chamar a atenção por um feito fora de sua alçada. Após roubada de bola do Inter, Rodrigo Dourado acabou derrubando Elmo Resende, para delírio dos torcedores. Vitinho avançou, finalizou com força e sem chance de defesa para Fábio após desvio em Leo, aos 14.

O Inter tratou de ampliar logo aos 17. Ewerton saiu jogando sem a precisão necessária, Vitinho foi ágil e serviu Valdívia, que finalizou buscando o canto esquerdo do goleiro rival. Elmo Resende seria protagonista novamente aos 25, após mostrar cartão amarelo para Vitinho e, logo na sequência, o vermelho. O camisa 21 foi confundido com Geferson, que já tinha sido advertido. Segundos depois, o árbitro percebeu o erro. Em boa vantagem, o Inter controlou o adversário até o intervalo. Sem poder contar com o atacante Ronaldo, artilheiro da Copa do Brasil, o Ituano deixou a desejar ofensivamente.

BOLA NO TRAVESSÃO, INTER SUPERIOR, MAS NADA DE GOLS

O Internacional, já com Zé Mário na vaga de Geferson, voltou disposto a sacramentar a vitória. Valdívia, um dos melhores em campo, chamou a responsabilidade para si ao receber de D'Alessandro e finalizar no travessão. Diante de um adversário sem inspiração no setor de criação e, consequentemente, força ofensiva, o Colorado seguiu tendo mais posse de bola e volume de jogo.

Com o passar dos minutos, o ímpeto colorado foi diminuindo. O Ituano, mesmo com as alterações, não mostrou força para buscar ao menos um gol e melhorar de situação para o jogo da volta. As ausências de Calyton e Ronaldo, ambos suspensos, pesou para o time de Itu. Aos 43, o Inter voltou a pressionar e fez por merecer o terceiro. Lançamento de D'Alessandro, passe de Lisandro e finalização, de primeira, de Alex. A bola, caprichosamente, passou à direita de Fábio. Seguro e sem ser ameaçado, o Inter se aproximou da classificação na Copa do Brasil. 

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL 2 X 0 ITUANO

Local: Beira-Rio, Porto Alegre (RS)
Data-hora: 21/8/2015 – 19h
Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha (GO)
Auxiliares: Márcio Eustáquio S. Santiago (MG) e Daniel Henrique da Silva Andrade (DF)
Público/Renda: 24.283 pagantes/27.349 presentes/R$ 340.490,00
Cartões amarelos: Geferson e Vitinho (INT); Dick, João Paulo, Zambi e Bassani (ITU) 
Cartões vermelhos: Não houve.

Gols: Vitinho, 14'/1ºT (1-0) e Valdívia, 17'/1ºT(2-0).

INTERNACIONAL: Alisson; William, Paulão, Ernando e Geferson (Zé Mário, Intervalo); Rodrigo Dourado, Nilton, D'Alessandro e Valdívia (Lisandro López, 21'/2ºT); Eduardo Sasha (Alex, 36'/2ºT) e Vitinho – Técnico: Argel Fucks.

ITUANO: Fábio; Dick, Naylhor, Leo e João Paulo; Jonatan Lima, Ewerton (Gercimar, 37'/2ºT), Cristian e Claudinho; Marcão (Bassani, 25'/2ºT) e Zambi (Guilherme, 31'/2ºT) – Técnico: Tarcísio Pugliesi.