RADAR/LANCE!
14/08/2016
13:57
Londres (ING)

Logo na primeira rodada do Campeonato Inglês, Arsenal e Liverpool protagonizaram o primeiro clássico da temporada 2016/17. Em jogo realizado no Emirates Stadium, em Londres, o time da casa saiu na frente, com Walcott, mas acabou levando a virada. Em um jogo de sete gols, os Reds, que contaram com Philippe Coutinho em tarde inspirada, venceram os Gunners por 4 a 3 e colocaram fim ao jejum de cinco anos sem vencer no estádio do rival. 

Sem poder contar com  Mertesacker e Gabriel Paulista, lesionados, e Koscielny, que não participou dos jogos de pré-temporada, o Arsenal teve que arriscar uma formação inédita no setor defensivo, com  Bellerin, Holding, Chambers e Monreal. Apesar dos problemas, a equipe de Arsène Wenger começou melhor.

Aos 28 minutos, Theo Walcott invadiu a área e foi derrubado por Alberto Moreno. Com a penalidade assinalada, o próprio inglês foi para a cobrança. O estádio inteiro se levantou para comemorar o primeiro gol dos Gunners, mas Mignolet, goleiro do Liverpool, cresceu e impediu que o placar fosse alterado. No entanto, logo no lance seguinte, Walcott conseguiu se redimir e marcou o primeiro do Arsenal. 

O Liverpool teve tempo para reagir. No fim da primeira etapa, o Philippe Coutinho sofreu falta na entrada da área. Candidato único para bater a cobrança, o camisa 10 chutou com perfeição e mandou no ângulo de Petr Cech, deixando tudo igual. 

Na volta do intervalo, os visitantes começaram de forma avassaladora. Com menos de cinco minutos, Adam Lallana marcou o gol da virada, que desestabilizou a equipe de Arsène Wenger. 

Perdido em campo, o Arsenal deu espaço para que o Liverpool chegasse com facilidade ao ataque. Após boa troca de passes, Coutinho recebeu cruzamento rasteiro pelo centro da pequena área e mandou a bola para o fundo do gol. Na sequência, Mané, contratado nesta temporada por 36 milhões de libras, justificou o investimento e  ampliou para o time de Jurgen Klopp com um golaço. Coutinho, muito ativo na partida, saiu lesionado logo depois. Pelo Arsenal, as baixas foram Iwobi e Ramsey, que também saíram  com dores.

O placar parecia decretado, mas o Arsenal, surpreendentemente, conseguiu reagir. Chamberlain, que havia acabado de entrar no lugar de Iwobi, descontou fazendo o segundo dos Gunners. O gol incendiou a partida e os donos da casa chegaram ao terceiro gol com Chambers, de cabeça. Apesar do esforço, o clássico terminou com o placar de 4 a 3 para os visitantes.

Na próxima rodada, o Arsenal enfrenta o Leicester, atual campeão inglês, no sábado (20), enquanto o Liverpool recebe o Bunrley, no mesmo dia. Ambos os jogos serão às 11h (de Brasília). 

FICHA TÉCNICA
ARSENAL 3 X 4 LIVERPOOL


Data: 14/08/2016
Local: Emirates Stadium, em Londres (ING)
Árbitro: Michael Oliver
Cartões amarelos: Adam Lallana, Alberto Moreno e Lovren (LIV); e Coquelin, Iwobi e Xhaka (ARS).

GOLS: Walcott 31’/1º T' (1-0); Philippe Coutinho, 46'/1ºT (1-1); Lallana, 3'/2ºT (1-2); Philippe Coutinho, 10'/2º T (1-3); Mané, 17'/2ºT (1-4); Chmberlain, 19'/2ºT (2-4); e Chmbers, 29'/2ºT (3-4)

ARSENAL: Cech, Bellerin, Holding, Chambers, Monreal, Coquelin, Elneny (Xhaka, 21'/2ºT ), Walcott, Ramsey (Carzola, 16'/2ºT), Iwobi (Chamberlain, 14'/2ºT), Alexis Sanchez. Técnico: Arsène Wenger.

LIVERPOOL: Mignolet, Clyne, Lovren, Klavan, Moreno, Wijnaldum (Stewart, 42'/2ºT), Henderson, Lallana (Origi, 31'/2ºT), Coutinho (Can, 23'/2ºT), Mane, Firmino. Técnico: Jurgen Klopp.